GAY BLOG BR by SCRUFF

Nesta quarta-feira (10), o Paramount+ divulgou o casting oficial do reality “Queen of the Universe”, que estreia no próximo dia 02 de dezembro. A disputa de canto internacional, entre drag queens, conta com uma participante brasileira: Grag Queen. As informações são do site Entertainment Weekly (EW).

Além da drag queen brasileira, a disputa terá outras candidatas já conhecidas, como as ex-participantes do “American Idol”, Ada Vox; “The X Factor”, Gingzilla; “RuPaul’s Drag Race”, Jujubee; e “The Switch” Leona Winter. Elas completam o elenco com 14 concorrentes internacionais, que irão disputareste ano o prêmio de 250 mil dólares. 

Competidoras do “Queen of The Universe” (Foto: Divulgação)

As competidoras representam 10 regiões ao redor do mundo: Estados Unidos, México, Brasil, Dinamarca, Austrália, Canadá, Inglaterra, França, China e Índia. Cada episódio contará com diversas performances musicais na frente de uma plateia  e um painel de jurados composto por, Michelle Visage, Vanessa Williams, Leona Lewis e Trixie Mattel. A apresentação fica a cargo de Graham Norton.

“É um aspecto global que nunca vimos antes, e é uma competição de canto; ninguém está dublando, estão todas cantando suas próprias músicas. Estaremos julgando não apenas pela qualidade de seu talento e musicalidade, mas também sua qualidade de estrela.”, disse Vanessa Williams a EW.

Realmente nunca pensei que estaria falando isso, mas finalmente posso dividir com o meu país que, sim, estou representando o nosso povo no Queen of the Universe“, comemora Grag Queen. “Ainda estou encantada com toda a experiência que vivi, uma produção de altíssimo nível, cheia de profissionais incríveis e muito conteúdo que é literalmente, fora desse mundo”, acrescentou a drag.

Grag Queen em foto oficial do reality show (Foto: Reprodução)

Conheça Grag Queen

Grag Queen é da cidade de Canela, no Rio Grande do Sul. No Tik Tok, a drag já soma mais de dois milhões de seguidores, os quais amam suas performances e sua personalidade exagerada. Até o ano de 2020, dividiu o projeto musical “Armário de Saia”, com outra drag queen, Wes.

Aos 18 anos, Gregory, quem dá vida a Grag, viajou para Nova York e passou em um audição para fazer um conservatório off-Broadway. Por lá ele fez algumas montagens, como o Simba (do Rei Leão) e  aprendeu inglês, conforme relatou em entrevista do site Universa.

“Nasci na igreja evangélica e sempre tive muito contato com a arte. Quando eu tinha 14 anos, fiz meu primeiro trabalho artístico remunerado. Todo meu sustento vem da arte, desde pequeno”, lembra Grag em entrevista ao site Universa, em 2020.

“Desenvolvi a música e sempre fui ator antes de ser cantor. Meu pai, que é músico, nunca foi de me apoiar, de me incentivar. Inclusive, era o primeiro a dizer que tava desafinado, que tava ruim, que eu não servia. Hoje sou muito grato por ter usado todos os insultos dele como uma mola propulsora”, recordou Grag, sobre a infância e a adolescência na serra gaúcha.

Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)