GAY BLOG BR by SCRUFF

Estreou no Spcine Play, via plataforma Looke, o minidocumentário sobre Leona Vingativa, artista trans de Jurunas, Belém. Leona ficou famosa na internet quando tinha cerca de dez anos, no final dos anos 2000, ao fazer paródias de novelas mexicanas para o seu canal no Youtube.

Outro momento viral da sua pré-adolescência foi quando falava seu nome artístico: “Meu nome é Nati Natini Natiê Lohanny Savic de Albuquerque Pampic de La Tustuane de Bolda, mais conhecida como Danusa Deise Medly Leona Meiry Cibele de Bolda de Gasparri. A mulher jamais falada. A menina jamais igualada. Conhecidíssima como a noite de Paris. Poderosíssima como a espada de um samurai. Eu sou apertada como uma bacia. Eu sou enxuta como uma melancia. Tenho dois filhozinhos, um zolhudinho, outro barrigudinho. Casei com o dono da Parmalat. Virei mamífera. Só mamo. Pertenço à família imperial brasileira Orleans e Bragança. Penetração difícil. Eu não sou a Graziele do corpo dourado, eu sou a Leona da cor do pecado”.

Leona Vingativa – O Filme (2019), de Clara Soria e Hugo Resende, além de abordar a trajetória de Leona e as causas que a artista defende, como a ecologia, aprofunda a reflexão sobre a autoexposição e a ostentação.

O filme está disponível gratuitamente e conta com participação da cantora Gaby Amarantos. Para assistir, basta acessar looke.com.br/filmes/leona-vingativa.

Assista ao trailer:

LEIA TAMBÉM

Leona Vingativa é homenageada com grafite no bairro onde cresceu

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF possui mais de 15 milhões de usuários no mundo todo. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. Baixe o app SCRUFF diretamente deste link.