Em Fortaleza, Festival de Cinema e Cultura For Rainbow faz sua 13º edição

For Rainbow muda de nome e agora se chama "Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual e de Gênero". Foco desta edição é fortalecer discussão sobre participação feminina na produção cultural

Em sua 13º edição, o For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual e de Gênero marca presença de 08 a 14 de novembro no Centro Cultural Dragão do Mar (Fortaleza-CE).

Para além de sua face de entretenimento, o Festival representa também oportunidade de renda, profissionalização e valorização ao segmento cultural cearense. Em cada edição, cerca de 100 trabalhos diretos e indiretos são gerados para cineastas, produtores, motoristas, vendedores, artesãos, entre outros profissionais LGBT+.

Outro ponto que movimenta economicamente o For Rainbow é a realização da Feira Empreendedora LGBT+, que ocorrerá nas dependências do Dragão do Mar durante os 7 dias de evento. Para interessados em trabalhar no segmento audiovisual, há ainda possibilidade de participação em oficinas de profissionalização.

Cinema Queer de Lisboa

A edição deste ano, que recebeu inscrições de 104 países, conta em seu júri com a presença de Cristian Rodríguez, diretor do Festival Internacional de Cinema Queer de Lisboa.

O Queer Lisboa (projeto que abriga também o Queer Porto) é o primeiro festival da  nação de Camões a oferecer exibição de produtos cinematográficos com foco na temática gay, lésbica, bissexual, transgênero, transsexual etc. É ainda referência mundial em mostras cinematográficas do gênero.

“O Queer Lisboa tem estabelecido relações privilegiadas com alguns dos principais festivais congêneres europeus e mundiais, com os quais participa regularmente em atividades de permuta de programação, criação de redes de intercâmbio cultural e formativo, e aos quais os seus programadores se deslocam regularmente. Estas redes revelam-se também fundamentais para a divulgação do cinema português além-fronteiras”, conta a assessoria de imprensa do Festival.

As obras da mostra concorrem ao Troféu Elke Maravilha em 13 categorias de excelência artística e técnica – são 3 longas e 18 curtas-metragens brasileiros, além de 3 longas e 12 curtas estrangeiros. A seleção envolveu 1.587 inscritos de mais de cem países.

for rainbow
Filipe Catto participará da noite de abertura do Festival. Foto: divulgação

Filipe Catto e Luta das mulheres para cena LGBT+

A noite de abertura traz Filipe Catto com show “O nascimento de Vênus”. O cantor gaúcho sobe ao palco após lançamento mundial do documentário “Madame: Camille Cabral”, que narra trajetória da médica paraibana militante dos direitos LGBT+ que se tornou a primeira transexual eleita por voto popular na França.

André da Costa Pinto e Nathan Cirino, diretores deste trabalho, marcam presença nos debates do Festival. Dias Mulheres Virão é frase que resume o espírito que o For Rainbow traz este ano, que traz o Programa Feminino Plural, experiência inédita no evento que servirá como espaço de visibilidade à fala de mulheres em expressões artísticas como cinema, teatro e música.

A Sessão Acessibilidade apresenta o filme “Alice Júnior” com estrutura acessível a cegos e surdos e a presença da protagonista Anne Celestino para debate com o público. E a realização durante o Festival do 3º Encontro Estadual de Cultura LGBT – “A cultura como estratégia de resistência à violência”, é palco de importante debate para a comunidade de coletivos LGBT+ no Ceará.

SERVIÇO:
For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual e de Gênero
Evento gratuito.
Quando: De 8 a 14 de novembro de 2019
Onde: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Mais informações: forrainbow.com.br

Festival For Rainbow
O For Rainbow, que reúne público médio de duas mil pessoas por dia, este ano ganha corpo em meio a tensões políticas que afetam diretamente a comunidade LGBT+. O Festival torna-se, mais do que nunca, ferramenta de resistência e autoafirmação cultural de importante segmento da população. Em 12 anos o For Rainbow já exibiu mais de 12 mil minutos de filmes, alcançando mais de 700 espaços culturais em todo o Brasil, capacitando mais de 20 mil pessoas. Produziu 22 filmes, atingindo público de cerca de 80 mil pessoas.