Neste sábado, dia 27 de junho, será exibido o documentário São Paulo em Hi-Fi (2013), dirigido por Lufe Steffen, que explora a trajetória LGBTQIA+ na cidade. A sessão é gratuita e será através da plataforma SPCine Play, às 16h.

View this post on Instagram

Em comemoração ao Dia do Cinema Nacional (19.06), todos os sábados do mês ganham sessão de filmes consagrados brasileiros seguidos por debate com especialistas ao vivo. —— Nesta semana, em parceria com a @spcineplayoficial , o longa São Paulo em Hi-Fi (dir. Luffe Steffen, 2016, Brasil, documentário, 101 min,16 anos), ganha sessão e debate ao vivo com convidados especiais. O filme fala sobre o desenvolvimento da cena LGBT na cidade de São Paulo, com rico material audiovisual sobre a vida noturna gay das décadas de 1960 a 1980, entremeado com diversas entrevistas. 🎬🏳️‍🌈 O filme será exibido, gratuitamente, às 16h, mediante inscrição prévia. Após a sessão, às 18h, acontece um bate-papo ao vivo no YouTube do @mis_sp com o diretor, @lufe_lufistico , o crítico de cinema @cassiost , @josigeller , do Festival Mix Brasil, e Paolla Berklyn-Paulo Cesar, agente cineclubista Spcine. Acesso na bio! ☝️😉🎬 Essa ação integra as campanhas #misemcasa, do MIS, e #culturaemcasa, da @culturasp. ⠀ O MIS agradece aos patrocinadores e apoiadores da programação 2020, que também apoiam a iniciativa digital #misemcasa: @yousebrasil (patrocínio máster), @densobrasil (patrocínio), @kapitaloinvestimentosltda (patrocínio), @cielooficial (patrocínio), e @tozzinifreire (apoio institucional). — 📸 Frame do filme São Paulo em HI FI — #museuemcasa #museumfromhome #cinema #pontosmisonline #mis_sp #maisculturasp #culturasp

A post shared by Pontos MIS (@pontos_mis) on

Logo em seguida, haverá um bate papo ao vivo às 18h, no canal do YouTube do Museu de Imagem e Som. Para assistir ao longa-metragem, é necessário fazer a inscrição através deste link.

A conversa após a exibição será mediada pelo crítico de cinema Cássio Starling e contará com o diretor do longa Lufe Steffen, a agente cineclubista da SP Cine, Paolla Berklyn, e a diretora executiva do Festival Mix Brasil, Josi Geller.

São Paulo em Hi-Fi é um documentário que esteve no 21º Festival Mix Brasil e procura mostrar a história do cenário gay em São Paulo desde a década de 1960, até se tornar o palco de uma das paradas LGBTQIA+ mais importantes do mundo.Nele conta nomes importantes da história do ativismo, como Kaká di Polly e João Silvério Trevisan.

“Parte da paisagem pode ser cinza, mas São Paulo é capaz de receber de braços abertos o grande arco-íris da diversidade sexual” – diz a sinopse.

“Cinema brasileiro LGBT+ dos anos 80” é tema de curso online grátis ministrado por Lufe Steffen

A diversidade cinematográfica é um dos destaques da agenda de atividades virtuais da Oficina Cultural Oswald de Andrade, integrante do programa Oficinas Culturais da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerenciado pela Poiesis.

Em julho, os públicos interessados por Cinema terão oportunidade de participar e aprender diferentes aplicações dessa linguagem. Toda a programação é gratuita.

Às terças-feiras de julho, a partir das 19h, serão realizados os Encontros: Bookscapes – conjugação entre as linguagens do desenho e cinema expandido. Bookscapes é uma proposição inédita dos artistas Edith Derdyk e Rodrigo Gontijo, tendo o livro “Fahrenheit 451”, de Ray Bradbury, como pré-texto.

Esse livro com ambiente distópico, mostrando opressões como a anti-intelectual nazista e de ficção científica dos anos 1950 funciona como base para a obra de Derdyk e Gontijo, os quais buscam reunir linguagens aparentemente opostas – a tecnologia do vídeo com a presença da mão na artesania do desenho – e chegar a uma performance audiovisual.

A inscrição está aberta no link http://bit.ly/3g3hLdp. A programação de Bookscapes está organizada em quatro encontros on-line: 3/07 será o “CineVivo: considerações sobre performances audiovisuais em circuito fechado”; 10/07 com “Desenho como partitura coreográfica para performances audiovisuais”; 17/07 voltado a “Paisagens Sonoras: Bookscapes convida Dudu Tsuda”, com a participação do músico Dudu Tsuda; e 24/07 com uma leitura compartilhada das experiências realizadas pelos participantes.

Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".