Redescobrir maneiras de se conectar com o mundo exterior é uma necessidade comum nesse momento atípico. Para Renan Cavolik, olhar para o céu se tornou algo especial. O artista acaba de publicar ‘Céu Jeitinho’, música e vídeos produzidos com recursos disponíveis no celular, onde ele compartilha uma visão bastante íntima da sua quarentena.

“A minha relação com a tecnologia está mais intensa. Da hora que eu acordo até quando vou dormir, me vejo preso no celular”, confessa Renan, que para enfrentar o isolamento social e o uso excessivo do aparelho encontrou um aliado especial. “O céu virou meu maior companheiro desses momentos”.

‘Céu Jeitinho’ é fruto da inquietude que o isolamento social provoca. Na música, o cantor e compositor versa sobre sentimentos e lembranças como se conversasse com o céu, enquanto o vídeo — uma captura de tela do celular do artista — alterna entre aplicativos e imagens do próprio Renan, mostrando o dia a dia do artista e partes do processo de criação da canção.

Renan foi profundamente inspirado por ‘Modern Loneliness’, do cantor norte-americano Lauv, que trata justamente da sensação de solidão provocada pelo uso excessivo de redes sociais. “Estamos cercados de outras vozes e mesmo assim continuamos nos sentindo sozinhos”, desabafa.

Apesar dos momentos sombrios, Cavolik segue produzindo. “Estou deixando que minha criatividade apareça quando ela sentir que deve. Se escrevi três músicas em um dia, provavelmente não vou querer chegar perto da caneta no dia seguinte”, conta entre risos.

‘Céu Jeitinho’ e as outras faixas produzidas durante a quarentena serão publicadas exclusivamente no YouTube, como um presente do artista para seus fãs — Renan faz aniversário no dia 9 de maio. Ainda não é certo se as canções estarão em seu primeiro álbum de estúdio, previsto para setembro desse ano, mas com gravações adiadas por conta da pandemia do coronavírus.