A ex Spice Girl Mel C lançou o videoclipe da música “Blame it On Me” hoje em seu canal oficial do YouTube. O vídeo faz referências a jogos de videogames de luta no melhor estilo Mortal Kombat e Street Fighter, com direito a combos, seleção de personagens, barra de energia etc.

GAY BLOG BR by SCRUFF

Vale dizer que ontem mais cedo ela divulgou um trecho da música em seu Twitter, além de que anteriormente ela lançou a faixa “Who I Am“. Ambas fazem parte de um novo álbum que ainda não tem título e nem data revelada.

Letra de Blame it on Me – Mel C

Makeup running down my cheeks
Lying here in disbelief
Blinded me so easily
You’re messing with my energy

Don’t really know just how to feel
Like I loved a you that wasn’t real
We went from friends to enemies
Haunted by the memories

Turns out you were the poison
Said I’m hearing voices
Said it’s paranoia
Now I know your poison
Can you hear the voices
Filled with paranoia

Why don’t you just blame it on me again
Wide awake but you’re sound asleep again
If it works for you then I’ll take the heat again
Running outta people you can call your friend
So why don’t you just blame it on me
(Why don’t you just blame it on)
(Why don’t you just blame it on)

Now it is so clear to see
Your dark and twisted fantasies
Only liked me when I’m weak
Trying to be my remedy

Turns out you were the poison
Said I’m hearing voices
Said it’s paranoia
Now I know your poison
Can you hear the voices
Filled with paranoia

Why don’t you just blame it on me again
Wide awake but you’re sound asleep again
If it works for you then I’ll take the heat again
Running outta people you can call your friend
So why don’t you just blame it on me

(Why don’t you just blame it on)
(Why don’t you just blame it on)

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".