Pabllo Vittar lançou álbum só de remixes de ‘Não Para Não’

"NPN" é um compilado de canções pulsantes, frenéticas, com diversas referências musicais brasileiras e internacionais vindas de Pabllo

Nesta sexta-feira, Pabllo Vittar lançou o álbum NPN Remixes, um compilado de dez faixas revisitadas de seu último disco, o “Não Para Não”. Em outubro do ano passado, “Não Para Não” foi o mais ouvido em 24h no Spotify e atualmente ultrapassa a marca de mais de 122 milhões de streamings nas plataformas digitais.

Para ouvir o álbum: smb.lnk.to/NPNRemixes

TURNÊ GRINGA

Pabllo segue indo longe demais: depois de voltar de viagem de sua primeira turnê internacional pela América Latina e Europa, agora se prepara para participar de sete paradas LGBTQI+ entre Estados Unidos e Canadá.

INFLUÊNCIAS

Por influência de sua mãe, Vittar cresceu ouvindo artistas como Aretha Franklin, Etta James, Donna Summer e Whitney Houston. Passou a se interessar pela arte das drag queens quando conheceu o reality show RuPaul’s Drag Race. Beyoncé também é grande referência; inclusive, no começo da carreira, Pabllo usava o sobrenome ‘Knowles’. Em seu álbum de estreia, Vai Passar Mal, Pabllo cita influência direta de Lana Del Rey, Allie X e Rihanna. A música e as performances de Pabllo também tiveram como inspiração grupos como Banda Batidão e Companhia do Calypso. Vittar afirmou que também ouvia Liniker e Elza Soares durante a gravação do primeiro disco. Visualmente, principalmente maquiagem e estilo, as referências vêm da modelo Bella Hadid.