Nesta sexta-feira, Pabllo Vittar lançou o álbum NPN Remixes, um compilado de dez faixas revisitadas de seu último disco, o “Não Para Não”. Em outubro do ano passado, “Não Para Não” foi o mais ouvido em 24h no Spotify e atualmente ultrapassa a marca de mais de 122 milhões de streamings nas plataformas digitais.

GAY BLOG BR by SCRUFF

Para ouvir o álbum: smb.lnk.to/NPNRemixes

TURNÊ GRINGA

Pabllo segue indo longe demais: depois de voltar de viagem de sua primeira turnê internacional pela América Latina e Europa, agora se prepara para participar de sete paradas LGBTQI+ entre Estados Unidos e Canadá.

INFLUÊNCIAS

Por influência de sua mãe, Vittar cresceu ouvindo artistas como Aretha Franklin, Etta James, Donna Summer e Whitney Houston. Passou a se interessar pela arte das drag queens quando conheceu o reality show RuPaul’s Drag Race. Beyoncé também é grande referência; inclusive, no começo da carreira, Pabllo usava o sobrenome ‘Knowles’. Em seu álbum de estreia, Vai Passar Mal, Pabllo cita influência direta de Lana Del Rey, Allie X e Rihanna. A música e as performances de Pabllo também tiveram como inspiração grupos como Banda Batidão e Companhia do Calypso. Vittar afirmou que também ouvia Liniker e Elza Soares durante a gravação do primeiro disco. Visualmente, principalmente maquiagem e estilo, as referências vêm da modelo Bella Hadid.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.