GAY BLOG BR by SCRUFF

A Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual do estado de São Paulo, criada em 2009 com o objetivo de elaborar políticas públicas para a promoção dos direitos da população LGBTQIA+, lançou a quarta edição da cartilha “Diversidade Sexual e a Cidadania LGBTI+“. Publicada pela Secretaria da Justiça e Cidadania (SJC), o documento pode ser baixado pelo site oficial.

“A publicação reafirma o compromisso do Governo do Estado com o tema abordado em capítulo específico do Programa Estadual de Direitos Humanos, criado em 1997 por meio do Decreto nº 42.209. A atuação combativa do Estado contra a LGBTfobia foi reforçada na década de 2000, com a edição da Lei nº 10.948/2001, que pune administrativamente atos discriminatórios em razão da orientação sexual e/ou identidade de gênero das pessoas. Depois, em 2010, o tratamento nominal de travestis, mulheres transexuais e homens trans nos órgãos públicos foi normatizado pelo Decreto Estadual nº 55.588/2010, transformando-se em mais um passo significativo na garantia dos direitos da população LGBTI+. A cartilha busca ser um instrumento de conscientização sobre o necessário respeito à diversidade, em especial para os servidores públicos em sua missão de prestar atendimento e serviços de qualidade à população paulista, em todos os órgãos e setores da administração estadual direta e indireta”, adianta Fernando José da Costa, Secretário da Justiça e Cidadania.

Com o objetivo de disseminar a cultura da diversidade, a cartilha, de 55 páginas, possui três pilares: “Afinal, o que é diversidade sexual?”, “LGBTfobia” e “Direitos”.

“Essa cartilha não é apenas para pessoas LGBTI+. É um manual informativo para toda a população. O objetivo desse material é fomentar a cultura do respeito e da empatia e promover a reflexão e o debate sobre diversidade sexual e de gênero. Garantir dignidade e cidadania é o básico para a existência humana em um estado democrático de direito. É simples e rápido encontrar o significado das palavras respeito e empatia. Com a evolução tecnológica, tais explicações estão na palma da nossa mão”, diz Marcelo Gallego, Coordenador Estadual de Políticas para a Diversidade Sexual.

Marcelo Gallego, Coordenador Estadual de Políticas para a Diversidade Sexual (Reprodução)
Marcelo Gallego, Coordenador Estadual de Políticas para a Diversidade Sexual (Reprodução)

“Cada indivíduo possui características próprias, o que chamamos de individualidade. Vivemos em uma sociedade plural e diversa, e isso constrói a nossa identidade e a nossa história. Estamos falando de raça, de gênero, de estrutura física e até mesmo de gosto musical. Somos muitos e somos diferentes”, continua Gallego. “É necessário repensar as relações e a vida em sociedade. Não queremos apenas definições de palavras, precisamos de ações individuais e coletivas. Necessitamos pensar como sujeitos políticos que somos”, finaliza.

Para acessar o PDF na íntegra, basta entrar neste link.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.