GAY BLOG BR by SCRUFF

O ator Marco Pigossi, 32 anos, falou abertamente sobre os problemas que enfrentou durante a vida devido a sua sexualidade. Em entrevista exclusiva à revista Piauí, o artista contou que um dos momentos mais complicados de sua carreira foi diante de uma declaração do autor de novelas Silvio de Abreu

À Piauí, Pigossi relembra o episódio que o marcou e disse que nunca esqueceu uma entrevista de Silvio para o jornal Folha de S. Paulo: “Ele dizia que atores gays não deviam assumir sua sexualidade publicamente, pois as donas de casa e telespectadoras em geral enxergam o galã como ‘machão’. Ele dizia que um ator assumido era um ‘bobo’, pois a revelação fatalmente prejudicaria sua carreira”.

Marco Pigossi (Foto: Reprodução)

Após a declaração de Silvio de Abreu ao jornal, Pigossi entendeu que um ator homossexual não seria bem-vindo no meio artístico e que o assunto não deveria se tornar público. “E isso vinha da boca de uma figura de grande proeminência na emissora [Rede Globo]”, pontuou ele.

“Se fizesse isso, todas as portas se fechariam para mim de forma automática […]. Essa possibilidade me aterrorizava”, contou. Pigossi ainda revelou que vivia infeliz e seguiu se escondendo por muito tempo. “Na verdade, eu me fazia passar por um heterossexual por pura e simples manifestação de medo”, desabafou à Piauí.

Antes de revelar sua sexualidade nas redes sociais, em novembro de 2021, após publicar uma foto com o seu namorado, o diretor Marco Calvani , Pigossi afirmou que tinha medo de falar sobre o assunto, mas definiu o momento como “uma libertação”. “Postei e fiquei com um frio na barriga. (…) Recebi mais parabéns do que no dia do meu aniversário”, relembrou.

À revista, Pigossi disse que está na sua melhor fase que agora pode ser quem se é no privado e no público. “Talvez os futuros galãs não sintam o mesmo medo que eu senti de perder minha carreira. […] Marco e eu convidamos uns amigos para comemorar. Tomei um porre. E hoje me sinto invencível”, comemorou o ator.

Marco Pigossi e o namorado, Marco Calvani (Foto: Reprodução)

Marco Pigossi se distanciou do pai que é eleitor de Jair Bolsonaro

Durante a entrevista à Piauí, Marco Pigossi contou que se distanciou do pai, Oswaldo Pigossi, eleitor de Jair Bolsonaro, após as eleições de 2018. “Meu pai votou no Bolsonaro. Durante os oito anos do meu namoro com um homem, minha família sempre soube. Mas meu namorado e eu nunca jantamos com meu pai, que jamais perguntou sobre meu relacionamento”, desabafou.

Minha vida amorosa era um não assunto. E, quando meu pai votou em Bolsonaro, senti uma dor profunda, uma tristeza profunda”, contou o ator. Ele ainda acrescentou: “Bolsonaro era o sujeito que dissera preferir um filho morto a um filho gay. Que gay é resultado da falta de surra. […] Sempre tive dificuldade de entender como um pai escolhe votar num político que insulta seu próprio filho de modo tão visceral”.

Pigossi também contou que ficou sem falar com o pai durante o ano das eleições e que, ainda hoje, mantém contato esporádico com ele. O abismo, que já era grande, tornou-se ainda maior. Meu pai é um cara afetivo, sensível. Sou o primeiro gay com quem ele lida. Pouco a pouco, espero que ele aprenda a lidar com naturalidade”, pontuou.

Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)