GAY BLOG BR by SCRUFF

Na manhã da última sexta-feira (11), o deputado distrital Fábio Felix (PSOL) foi alvo de ataques homofóbicos no chat do YouTube da Câmara Legislativa do Distrito Federal, durante a audiência pública em defesa do passaporte vacinal nas escolas públicas. Já na última terça-feira (8), o parlamentar também teria sido alvo de ameaças de morte. As informações são do Correio Braziliense.

(Foto: Reprodução)

Durante a sessão, após a fala de um dos membros do grêmios estudantis do DF, Fábio Felix avisou que se alguém ofendesse algum dos adolescentes que estavam na tribuna, iria conduzir as pessoas para a delegacia. Minutos antes do recado do deputado, um dos comentários do chat do Youtube afirmou que, por ser assumidamente gay o parlamentar, “não tem nem testosterona para gerar filhos” .

O mesmo perfil, identificado apenas como “Eduardo”, disparou outros comentários em seguida. “Vamos começar a cobrar passaporte sanitário contra DSTs”, escreveu a pessoa. Um dos comentários, inclusive, afirmava que o mandato do deputado “tá com o pé na cova”, seguido de emojis de caveira.

Os comentários foram apagados pelos autores, mas dois deles serão encaminhados para a investigação à Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa, ou por Orientação Sexual, ou Contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (Decrin).

(Foto: Reprodução)

Queria lamentar e repudiar a série de agressões que recebi no chat do YouTube, inclusive nas galerias da Câmara Legislativa. Não só agressões verbais, mas racismo, homofobia, ameaça, falando da minha casa e que irão descobrir onde eu moro”, afirmou o Fábio Felix em entrevista ao Correio.

‘Não é tolerável no ponto de vista da democracia, no contexto em que vivemos, que as pessoas não saibam fazer um debate público de uma maneira correta e, por isso, tenham que ofender as outras pessoas”, complementou o parlamentar

Em nota, a Câmara Legislativa do Distrito Federal disse que repudia todos os ataques feitos durante a audiência e que os agressores serão investigados e responsabilizados pela Polícia Legislativa e a Decrin.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)