Em Niterói, 2ª edição da Mostra ‘Dialogay, respeito na diversidade’

Mostra será realizada nos dias 06, 07, 08 e 09 de junho. Com filmes e debates o evento reforça o combate à homofobia e à transfobia no mundo

Abrindo o mês de junho, o Ponto Cine realiza, do dia 06 ao dia 09, a 2º edição da Mostra de Cinema “Dialogay, respeito na diversidade”. A mostra, com entrada gratuita, será realizada no Cinema Reserva Cultural de Niterói. A iniciativa é dedicada à discussão do corpo diverso e o seu trânsito na cidade, tão diversa quanto ele. Diversidade expressada em toda a sua complexidade também pela sexualidade e pelo gênero.

Com sessões de filmes que abordam temas dos movimentos LGBT+ no Brasil, diante de toda tensão política que estamos experimentando coletivamente nos dias de hoje, a Dialogay se coloca como mais uma manifestação sócio-político-cultural em favor do reconhecimento da diversidade sexual e pela promoção dos interesses dos homossexuais diante da sociedade brasileira.

Nesta segunda edição, o objetivo é efetivamente dialogar dentro e fora da comunidade LGBT+, discutir a abordagem e o alcance do respeito aos direitos conquistados.

Toda a programação foi pensada a partir de filmes emblemáticos que abordam os temas da vivência de gays, lésbicas, travestis, transexuais, intersexuais e quaisquer outras possibilidades de orientação sexual e identidade de gênero.

diaologay
Linn da Quebrada

Após a exibição dos filmes, a programação da Dialogay, conta ainda com debates entre os espectadores e convidados de formações distintas, entre eles formadores de opinião e ativistas. Os debates se propõem a abrir uma visão ampla da discussão a partir de uma linguagem acessível e popular, contribuindo com a difusão da mensagem da comunidade LGBT+ para a cidade.

A programação traz destaque para a exibição inédita do longa “Bixa Travesty”, dos diretores Kiko Goifman e Claudia Priscila, sobre a cantora transexual brasileira Linn da Quebrada.

Nesta edição, o projeto estará em Niterói por meio de uma parceria com a Prefeitura Municipal e o Reserva Cultural.  O ‘Dialogay, respeito na diversidade’ é realização do convênio entre a Fundação de Arte de Niterói e o Ministério da Cidadania.

A programação:

06 de junho, quinta-feira,  às 21h

Trans
Direção: Renata Baldi e Fernanda Dedavid / Duração: 53 min
Sinopse: O documentário conta com depoimentos de pessoas como João Nery, Wallace Rui e Giowana Cambrone, que contestaram o direito pela liberdade através dos próprios corpos.

A luz do dia
Direção: Elaine Coutrin e Felipe Murgas / Duração: 27 min
Sinopse: Pelas ruas de São Paulo, o documentário aborda as dificuldades enfrentadas por diversas travestis e transexuais na busca por um emprego formal no mercado de trabalho com experiências, idades, formações, carreiras e histórias de vida completamente diferentes, todas têm o mesmo problema: a falta de oportunidades.

Debate: “Como o mercado de trabalho lida com a comunidade LGBTTQI+”
O encontro abrirá uma conversa sobre a necessidade de debater preconceitos, abusos e discriminações sofridas pelo LGBT+ no mercado de trabalho.
Convidados:
Karina Muniz Viana, museóloga
Renata Baldi e Fernanda Dedavid, diretoras
Giowana Cambrone, advogada

07 de junho, sexta-feira, às 21h

Meu Corpo é Político
Direção: Alice Riff / Duração: 72 min / Classificação indicativa: 12 anos
Sinopse: A partir da intimidade e do contexto social dos personagens, o documentário acompanha o dia a dia de quatro militantes LGBT que vivem na periferia de São Paulo, levantando questões contemporâneas sobre a população trans e suas disputas políticas.

Debate: “A cidade recebe os corpos da diversidade”
Os corpos LGBT+ circulam pela cidade e merecem respeito, o bate-papo irá desvendar as experiências desses encontros e o que ainda precisamos fortalecer na relação do corpo e da cidade.
Convidados:
Wallace Terra, diretor e performer
Felipe Carvalho, diretor do GDN
Bruna Max, membro do GDN

08 de junho, sábado, às 21h

Abrindo o Armário
Direção: Dario Menezes e Luiz Abramo / Duração: 87 min / Classificação indicativa: 12 anos
Sinopse: Através de entrevistas e performances de artistas, o documentário é um retrato aprofundado sobre os processos de libertação e de conquistas de independência do movimento gay no Brasil.

Debate: “O empoderamento a favor do diálogo”
Como a representatividade é fundamental para construir uma rede de confiança em momentos de intolerância e a importância do diálogo nas relações com a sociedade.
Convidados:
Jaqueline Neves, produtora
Ana Clara Ribeiro Lages, pesquisadora
Leonardo Rivera, produtor e jornalista

09 de junho, domingo, às 21h

Bixa Travesty (exibição inédita)
Direção: Kiko Goifman  e Claudia Priscila / Duração: 75 minutos / Classificação indicativa: 18 anos

Sinopse: Documentário de longa-metragem com a cantora transexual brasileira Linn da Quebrada. Grande expoente na cena musical de São Paulo, dona de uma forte e ousada presença no palco, busca constantemente discutir e quebrar paradigmas e estereótipos.  

Debate: “Os corpos se comunicam na arte e no mundo”

A arte é um veículo poderoso de intervenção e um veículo de revolução. O encontro irá conduzir os corpos LGBT+ pela arte e pelo mundo revelando os desafios desses confrontos. Convidados:
Caio Prado, cantor e compositor
Luis Capucho, músico
Eula Rochard, diretora de Igualdade Social do GDN

Mais informações:
https://www.facebook.com/events/731313500604973/