GAY BLOG BR by SCRUFF

De acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde e pela Sociedade Brasileira de Urologia, as amputações de pênis no Brasil cresceram 1.604% em 14 anos. Foram realizados 7.213 procedimentos, dando uma média de 515 por ano.

“Infelizmente, a desinformação e a dificuldade de acesso à saúde contribuem para muitos casos de amputação do órgão e morte por câncer de pênis”, disse a SBU.

A amputação é uma das consequências do câncer de pênis, que em 2021 registrou 1.791 casos, um número menor quando comparado a 2019, que foram registrados 2.197, porém, a SBU afirma que a pandemia impactou na baixa procura por ajuda médica.

“No Brasil, o câncer de pênis pode representar 17% de todas as neoplasias malignas em certas regiões. A incidência aumenta com a idade, atingindo o pico entre 50 e 70 anos de idade. Em 2021, a maioria das capitais nordestinas apresentou índices mais alarmantes”, analisou em nota Ubirajara Ferreira, coordenador do departamento de uro-oncologia da SBU.

Falta de higiene é a principal causa de câncer no pênis; Brasil teve 515 amputações em 2021
Reprodução

Segundo Éder Silveira Brazão Júnior, urologista do A.C.Carmago Cancer Center, ao Tecmundo, esse tipo de tumor é causado, na maioria dos casos, devido à má higiene da região peniana. Os fatores de baixo nível sociocultural e baixa escolaridade contribuem para a falta de higiene por parte das vítimas.

A região Sudeste lidera o número de procedimentos (2.872), seguida por: Nordeste (2.104); Sul (1.134); Norte (631); e Centro-Oeste (472).

Segundo Ferreira, qualquer mudança na genitália deve ligar o alerta para o problema. “Deve-se suspeitar de qualquer alteração, como ferida que não cicatriza, nódulos, secreções saindo do prepúcio, área vermelha endurecida, sangramentos vindo da glande, coceiras”, orienta a SBU. Buscar um urologista pode ajudar a identificar lesões “pré-malignas”, evitando a evolução para o câncer.

A falta de higiene adequada também pode gerar infecções generalizadas, além de provocar sangramentos e diversos outros problemas. Quanto mais precoce é identificado, maiores são as chances de tratamento e resolução de doenças associadas ao pênis.

Com informações de Viva Bem




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"