Fórum em São Paulo propõe criação de Guia LGBTI+ para empresas

Iniciativa tem como objetivo aprimorar a gestão das empresas, além de influenciar o meio empresarial e a sociedade para a adoção de práticas em respeito aos direitos humanos LGBTI+

O Instituto Ethos e o Fórum de Empresas e Direitos LGBT+ realizam encontro voltado a discutir a questão LGBTI+ com o setor corporativo, que acontece no dia 23 de agosto, a partir das 15h, na sede da JLL, localizada na Avenida das Nações Unidas, 14.401 (São Paulo).

empresas
Foto: reprodução Ethos

Na ocasião será apresentada a proposta de criação do Guia Temático dos Indicadores Ethos – Fórum LGBT+. Uma ferramenta inédita no Brasil que tem o objetivo de promover a diversidade e direitos LGBTI+ na esfera empresarial. A iniciativa compõe o rol dos Guias Temáticos dos Indicadores Ethos, que são ferramentas de gestão para as empresas incorporarem sustentabilidade e responsabilidade social empresarial (RSE) em suas estratégias de negócio.

“As empresas podem exercer um papel vital na promoção da diversidade. Trata-se de um ambiente com a capacidade de engajar seus colaboradores e sua cadeia de valor, promovendo políticas mais inclusivas e incentivando mudanças de conduta em seus relacionamentos”, diz Ana Lucia Melo Custodio, diretora-adjunta do Instituto Ethos. Segundo ela, ao transmitir esse conceito no dia a dia do trabalho, há a possibilidade de reverberar os aprendizados para a sociedade como um todo. “Trata-se de um ciclo virtuoso, no qual as empresas são chave para que isso se fortaleça cada vez mais”.

Há alguns anos o Instituto Ethos incentiva a promoção da diversidade nas empresas, incluindo a questão LGBTI+. Entre as iniciativas da entidade, destaca-se o lançamento, em 2013, do manual “O Compromisso das Empresas com os Direitos Humanos LGBT”, com orientações ao mundo empresarial em ações voltadas para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

 

“A questão LGBT ainda é um desafio no Brasil, já que o país tem índices alarmantes de homicídios por orientação sexual e/ou identidade de gênero, considerados crimes de homofobia, que ainda não foi tipificado na legislação criminal brasileira”, diz Caio Magri, diretor-presidente do Instituto Ethos. O executivo conta que o direito à livre expressão das orientações sexuais e de gênero é garantido em legislação brasileira, contudo, o papel de defender este direito extrapola o Estado. “As organizações, empresas e os próprios cidadãos têm papel fundamental na construção de uma sociedade mais justa, plural e menos intolerante”, conclui.

A JLL recepciona o evento e o CEO da empresa, Fábio Maceira, irá apresentar as estratégias da consultoria imobiliária nesta temática.

Na oportunidade, Reinaldo Bulgarelli, Secretário Executivo do Fórum de Empresas e Direitos LGBT+, vai apresentar a edição 2018 dos “Indicadores de Profundidade – Relatório 2018″, um levantamento para auferir a situação das empresas em relação aos 10 compromissos na promoção dos direitos LGBTI+.

Serviço:
O que: Kick-off do processo de criação do Guia LGBTI+
Quando: dia 23 de agosto, a partir das 15h
Onde: na sede da JLL, localizada na Avenida das Nações Unidas, 14.401

Sobre o Ethos: O Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, que completa 20 anos neste 2018, tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerirem seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade justa e sustentável. A organização trabalha com questões relacionadas à ética, desde sua fundação, em 1998. O Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção, criado em 2006, vem estimulando o setor empresarial a incorporar práticas de integridade em seus planos de negócio. As temáticas dos direitos humanos e da igualdade de gênero e raça também são abordadas na Coalizão Empresarial para Equidade Racial e de Gênero. Além disso, em 2009, o instituto fundou o Fórum Clima, que engaja empresas na busca por soluções para a alteração do clima.