GAY BLOG BR by SCRUFF

Na última sexta-feira (18), em cerimônia realizada no plenário do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), no  Rio de Janeiro, aconteceu a filiação da advogada transexual Maria Eduarda Aguiar. Ela é a primeira mulher trans aceita nos quadros da instituição de Direito mais antiga do país, que precedeu a Ordem dos Advogados do Brasil. O ato ocorreu durante o evento “políticas públicas e direitos LGBTQIA+” que também foi transmitido pelo YouTube.

Maria Eduarda Aguiar durante a cerimônia na IAB (Foto: Reprodução)

O advogado Nélio Georgini, membro permanente da Comissão de Direitos Humanos do IAB levou ao conhecimento da presidente nacional Rita Cortez, e ao presidente da comissão, Carlos Alberto Schlesinger e o vice Marcos Luiz Oliveira de Souza a trajetória de sucesso de Maria Eduarda. A advogada, inclusive, participou no Supremo Tribunal Federal do processo que criminaliza a LGBTfobia no Brasil.

Eu acho extremamente importante, porque é uma instituição centenária. Quando foi fundada, com todos aqueles homens, na época não tínhamos mulheres advogadas, depois as mulheres cis foram entrando. E, hoje, o IAB se abre também para que uma mulher trans possa fazer parte do seu quadro. Que a gente possa gerar inclusão no meio jurídico com uma mulher trans dentro do IAB“, comemorou Maria Eduarda.

A batalha que a gente travou no STF, em 2018, pela retificação civil de pessoas trans. A batalha que a gente travou em 2019, pela criminalização da LGBTFobia. Então, hoje, para mim é um momento histórico. Para mim, é um momento que o IAB se encontra com ele mesmo. Que ele revê todas essas questões sociais e passa a cumprir, assim como a OAB, a função social de zelar pela Constituição, cumprindo a Constituição, incluindo todas as pessoas. Pois na Constituição temos uma gama de direitos fundamentais, inclusive o direito da não-discriminazação, o direito da inclusão, da dignidade da pessoa humana“, complementa a advogada.

(Foto: Reprodução)

A fala da nova membro do IAB, antes do anúncio realizado na última sexta-feira (18), destacou a importância da inclusão. “Então a IAB com esse evento, ele não promove apenas um evento, mas ele promove uma equidade na sociedade. Dá um recado social que a cidadania trans veio para ficar e nós estaremos ocupando os espaços, para mostrar que nós, pessoas trans, somos capazes de estarmos onde quisermos e onde pudermos ficar, como qualquer cidadão nesse país” pontuou Maria Eduarda..

Em nota, a presidente nacional da IAB, Rita Cortez, disse que “são necessárias políticas públicas que atendam e protejam a diversidade sexual”, e destacou a criação recente da Comissão de Direito e Políticas Públicas do IAB.

(Foto: Reprodução/ Instagram)



Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)