O filósofo contemporâneo Mario Sergio Cortella, está publicando o livro “A Diversidade: Aprendendo a Ser Humano”, com o selo Littera da editoria 3DEA. Nele, é discutido os impactos na estrutura da sociedade, como polarização, hostilidade e desprezo como objetos de estudo. Na obra, Cortella dedica algumas páginas para esclarecer conceitos ligados à homossexualidade e, principalmente, o combate à intolerância e o preconceito.

GAY BLOG BR by SCRUFF

“O preconceito em relação à homossexualidade decorre, em grande medida, por não ser uma condição majoritária no conjunto da sociedade. Ainda é visto por algumas pessoas como um comportamento exótico […] Há uma dificuldade por parte de algumas pessoas em compreender aquele que é diferente ou diverso daquilo que é tomado como padrão.” – Trecho retirado do livro.

A obra traz diversos estudos que abordam os sintomas presentes em nosso cotidiano e que abalam o convívio saudável de uma sociedade. Pequenas atitudes que se transformam em preconceito, como olhar o outro, mas como estranho, intruso e muitas vezes, como inferior.

“Durante muito tempo, nós vivemos em uma sociedade na qual o conflito — na família, na escola, na rua — fez parte do nosso dia a dia. Pouco a pouco, em várias instâncias sociais, inclusive na escola, fomos substituindo a noção de conflito pela quase glorificação do confronto. Nessa hora, sim, nós perdemos a paz.” (A Diversidade: Aprendendo a Ser Humano, pág 54)

Foto: Reprodução

Cortella explica as diferenças entre reconhecer e tolerar, conflito e confronto, divergir e anular e o que faz dessas opiniões gatilhos de preconceitos e atos de violência. O preconceito abstrai a capacidade de conviver, refletir, fazer melhor, inovar e partilhar.

Divulgação

Ficha Técnica:
Título: A Diversidade: Aprendendo a Ser Humano
Autor: Mario Sergio Cortella
Editora: Littera, selo da 3DEA
Gênero: Não Ficção
ISBN: 978-85-93964-61-9
Páginas: 128
Formato: 14x21cm
Preço: R$ 39,90
Link de pré-vendahttps://amzn.to/2y1ZCwc

Sinopse do livro:  A beleza na diversidade, a complementaridade na diferença, a riqueza na pluralidade. Intolerância, polarização, hostilidade, desprezo. Esses sintomas presentes em nosso cotidiano se originam, em grande medida, na falta de alteridade. Na atitude de olhar o outro não como outro, mas como estranho, como intruso e, muitas vezes, como inferior. É nessa ambiência que se instala o preconceito, ao qual todos precisamos estar atentos.

Porque o preconceito reduz a nossa capacidade de conviver, de refletir, de fazer melhor, de inovar e de partilhar. Este livro, escrito originalmente com Janete Leão Ferraz e publicado em 2012 com o nome Escola e Preconceito: docência, discência e decência, agora foi modificado e renomeado, ganhando mais atualidade para o que precisamos fazer com urgência: recusar o biocídio e seguir na busca de uma vida coletiva que reconheça concretamente a beleza na diversidade, a complementaridade na diferença, a riqueza na pluralidade! Afinal, há muitos modos de ser humano e o fato de sermos um desses modos não significa que sejamos o único modo de ser!

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".