GAY BLOG BR by SCRUFF

Após o Diário Oficial do Distrito Federal autorizar um concurso público para 2.100 vagas no cargo de Soldado da Polícia Militar do Distrito Federal, no Quadro de Praças Policiais Militares Combatentes (PPMC), o PM Henrique Harrison (30) decidiu hospedar um projeto filantrópico para motivar LGBTQIA+ a concorrerem ao posto.

Abertamente gay, Harrison dará início a uma série de lives em seu Instagram e Youtube para compartilhar experiências, dicas, descontos em cursinhos e responder dúvidas de pessoas concurseiras interessadas.

“Não estou ganhando um real com isso, a minha ideia é fazer a galera LGBT+ estudar para esse concurso mesmo. É preciso parar de ter medo e entrar na polícia para mudar o mundo pra melhor”, contou Henrique ao Gay Blog BR. “Era uma ideia pequena, mas depois que postei isso em minhas redes sociais, cursinhos e professores entraram em contato para eu dar bolsas de estudo e descontos aos seguidores”, completou.

A primeira atividade com policial militar acontecerá em suas redes sociais na próxima terça-feira, 08, às 20h. Com salário inicial em torno de R$ 6000, somando a remuneração e benefícios, a previsão de ingresso das pessoas aprovadas deve ocorrer a partir do mês de setembro de 2023, segundo a Portaria 39 do último dia 31.

Para acompanhar: instagram.com/henriqueharrison

Reprodução

PUBLICAÇÃO DO DIÁRIO OFICIAL DO DF

Com o aval já aguardado desde 16 de dezembro, o próximo passo do concurso será formar a comissão organizadora para iniciar a elaboração do edital e, posteriormente, da escolha da banca organizadora. Para o cargo de soldado, é usualmente exigido nível superior, idade de 18 a 30 anos e altura mínima de 1,60m para mulheres e 1,65m para homens.

Confira a portaria na íntegra:

PORTARIA Nº 39, DE 31 DE JANEIRO DE 2022

 

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE ECONOMIA DO DISTRITO FEDERAL, no uso das atribuições conferidas nos incisos I e III, do parágrafo único, do artigo 105, da Lei Orgânica do Distrito Federal e no Decreto nº 40.467, de 20 de fevereiro de 2020, e considerando o constante no processo 00054-00044716/2020-81, resolve

 

Art. 1º Autorizar a realização de concurso público para o provimento de 2.100 (duas mil e cem) vagas no cargo de Soldado da Polícia Militar do Distrito Federal, no Quadro de Praças Policiais Militares Combatentes – QPPMC, com a previsão de ingresso a partir do mês de setembro de 2023.

 

Art. 2º Delegar competência à Polícia Militar do Distrito Federal para realizar concurso público visando o provimento de vagas para o cargo de Soldado da Polícia Militar do Distrito Federal, no Quadro de Praças Policiais Militares Combatentes – QPPMC.

 

Art. 3º O provimento dos cargos indicados no art. 1º desta portaria fica condicionado à disponibilidade orçamentária e financeira no exercício em que se der o ingresso e à observância do Decreto nº 40.572, de 28 de março de 2020

 

Art. 4º Caberá à Polícia Militar do Distrito Federal a observância da Lei nº 4.949, de 15 de novembro de 2012, e da Lei nº 2.958, de 26 de abril de 2002, alterada pela Lei nº 6.745, de 10 de dezembro de 2020, que trata do repasse ao Fundo de Melhoria da Gestão Pública – PRÓGESTÃO, bem como o disposto na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, quando da execução dos atos relacionados à contratação de entidade para a realização do concurso público.

 

Art. 5º Todos os procedimentos, informações e atos relativos à gestão do concurso passam a ser de responsabilidade da Polícia Militar do Distrito Federal, inclusive após a homologação do resultado final do certame.

 

Art. 6º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

 

JOSÉ ITAMAR FEITOSA




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.