GAY BLOG BR by SCRUFF

No último dia 16 de fevereiro, os jogadores russos de “The Sims 4” conseguiram com que o estúdio que produz o game, a Electronic Arts, liberasse um conteúdo por download sobre casamento LGBTQIA+ no país. Com a pressão dos fãs, a EA “voltou atrás” e o conteúdo chegará na próxima quarta-feira, dia 23 de fevereiro, com o lançamento mundial.

Anteriormente, a empresa emitiu uma nota oficial dizendo que o conteúdo “História de Casamento” não chegaria a Rússia porque lá é ilegal “promover” a homossexualidade para menores de idade desde 2013, e como a expansão conta a história de um casal de mulheres formado por Dominique e Camille, isso poderia trazer problemas jurídicos para a empresa.

Após a declaração, os fãs se mobilizaram no Twitter e lançaram a hashtag #weddingsforrussia, ficando nos trending topics do microblog. Já uma petição do site Change.org reuniu quase onze mil assinaturas para o lançamento da expansão do “The Sims 4” na Rússia. Além disso, os fãs também argumentaram que o game já era classificado para maiores de 18 anos no país, pois os próprios jogadores podem criar relacionamentos homoafetivos com seus avatares.

"The Sims 4" terá história LGBTQIA+ lançada na Rússia após pressão dos jogadores
Reprodução

De acordo com uma reportagem feita pelo jornal britânico The Guardian, é possível que a EA também “temesse” a emenda constitucional proposta pelo presidente Vladimir Putin em 2020, que define o casamento como uma união heteroafetiva. No entanto, o influenciador digital russo HoboGivili disse ao jornal que esta lei só vale para o mundo real.

“Desde 2021, nosso país tem uma emenda constitucional afirmando que o casamento é uma união entre um homem e uma mulher, mas isso não afeta o espaço da mídia e se aplica apenas a pessoas vivas e cerimônias de casamento reais”, afirmou.

A Electronic Arts já teve problemas com o governo russo em 2016, quando lançaram um conteúdo por download para o “FIFA 17” com uniformes nas cores do arco-íris durante uma campanha contra a homofobia. Na ocasião, os governantes debateram se iriam banir o jogo do país, algo que acabou não se concretizando.

Com informações do Queerty




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"