GAY BLOG BR by SCRUFF

No último dia 12 de abril, a cantora Jotta A, de 24 anos, usou as redes sociais para declarar que se identificava como uma mulher trans e que estava iniciando um processo na justiça para alterar o seu nome no registro de nascimento. A artista ficou conhecida em todo país, ainda criança, no quadro “Jovens Talentos”, do Programa Raul Gil, no SBT.

Jotta A (Foto: Reprodução)

Ao mesmo tempo que Jotta recebeu apoio massivo, também houveram reações e comentários negativos sobre seu novo momento. Em entrevista ao Splash Uol, a artista falou sobre seu processo de libertação e o que espera representar para outros jovens da comunidade LGBTQIA+.

A questão da sexualidade e gênero na igreja ainda é um tabu muito grande a ser quebrado. Usam a religião como arma para justificar o preconceito. Fico feliz de ser uma pessoa que gera debates. Empatia é a melhor representação de Cristo”, afirmou Jotta.

Diante das conquistas e do carinho das pessoas, ela só quer celebrar: “Tirei um peso das costas. Essa é minha melhor fase. As pessoas idealizaram uma imagem minha, mas o que importa é meu bem-estar“. Jotta também relembrou que sempre se sentiu como mulher, mas que os verdadeiros sonhos ficaram presos, já que foi inserida no mundo gospel ainda pequena.

Jotta A (Foto: Reprodução)

Muitas barreiras sociais me impediram de viver tudo isso. Quando você é uma criança que nasce num lar cristão conservador, não tem muita opção. Achava que nunca poderia ser como uma mulher cis até entender que não precisava ser uma”, lembrou a cantora

Cresci com muita pressão midiática, isso não me deu o direito de viver a solitude. Agora foi o tempo que tirei para mim, para poder me vestir, me maquiar. Me expressar como mulher foi um salto gigante. Após me sentir pronta, aí sim veio o momento de compartilhar com as pessoas ao meu redor“, acrescentou ela.

Por fim, Jotta disse que desde antes de se afirmar como mulher trans, Jotta já havia se afastado da religião: “Gosto de deixar explícito esse posicionamento de alguns fiéis. Ouvimos muito sobre o amor de Cristo e não temos oportunidade de entender o quanto são capazes de se apropriar dessa mensagem e converter em uma arma muito perigosa”.

Jotta A (Foto: Reprodução)



Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)