GAY BLOG BR by SCRUFF

Neste ano, o festival CCXP (Comic Con Experience) volta a acontecer presencialmente em São Paulo, entre os dias 1 a 4 de dezembro. Reunindo 484 artistas no Artists’ Valley, espaço dedicado aos criadores de histórias em quadrinhos, a organização do evento destaca que 36% dos artistas se autodeclaram como LGBTQIA+ – e que o reflexo dessa inclusão é o aumento de conteúdos editoriais com uma variação de olhares e interpretações de uma realidade fantástica ou não.

“O Artists’ Valley by Chiaroscuro Studios é um espaço apaixonante para quem vai ao evento porque conecta e aproxima artistas e fãs. É também um espaço marcado pela diversidade e pela representatividade. Temos mais de 110 artistas fora do sudeste, com destaque para 47 do norte e nordeste. Nesse retorno ao evento presencial, procuramos manter a visibilidade e oportunidade necessária aos artistas presentes visando fortalecer o cenário dos quadrinhos e principalmente na captação de novos leitores. O espaço ainda conta com um palco central para esses artistas se apresentarem, alcançando assim um público ainda mais amplo entre os visitantes da CCXP22. Por tudo isso, a área deixou o nome tradicionalmente usado em outros eventos – Artists’ Alley (beco) – para adotar o nome Artists’ Valley (vale), que traduz melhor a importância e a grandeza dessa área que é o coração da CCXP e que é uma plataforma importante para quadrinistas brasileiros”, destaca Ivan Costa, cofundador da CCXP e curador do Artists’ Valley.

CCXP22: 36% dos quadrinistas do Artists’ Valley se autodeclaram LGBTQIA+
Foto: Reprodução/ IHateFlash

A representatividade também se faz presente considerando a temática dos trabalhos dos artistas participantes: as obras independente/alternativa ficaram em primeiro lugar com 14,5%, o segundo lugar ficou com fantasia (10,8%) e fechando o top 3, aventura (9,1%). Assuntos envolvendo histórias LGBTQIA+ (5,7%) ultrapassaram o tema super-heróis (3,6%), mostrando como a visibilidade e a oportunidade acabam construindo novas narrativas entre os fãs.

O Artists’ Valley já anunciou mesas dos artistas: Mark Waid, Jim Starlin, Fabien Toulmé, Aimée de Jongh, Laerte, Germana Viana, Julian Totino Tedesco, Jim Cheung, Marcello Quintanilha, André Dahmer, Quinho, Ilustralu, Dan Mora, Vitor Cafaggi, Lucas Werneck, Tony Harris, Olivier Coipel. É possível conferir o line-up confirmado até o momento neste link.

CREDENCIAL E HOMENAGEM

A grande homenageada do Artists’ Valley da CCXP22 será Ciça. A artista paulista é responsável pela arte da credencial exclusiva dos artistas deste ano. Nascida em 1939, sua tira “O PATO” foi publicada na Folha de S.Paulo, diariamente, por mais de 20 anos, no Brasil e levou a história até a Inglaterra e África do Sul.

Entre as décadas de 50 e 80, Ciça morou no Rio de Janeiro, em Paris e em Nova York. Foi colaboradora do Pasquim na primeira e na segunda fase do periódico. Também tem entre seus trabalhos, a tira “BEL”, publicada no suplemento feminino da Folha. Ciça também é a ‘mãe’ da personagem Bia Sabiá.

“Ciça é uma referência para muitos quadrinistas. É uma honra ter a arte dela ilustrando a credencial que estará no peito de cada integrante do Artists’ Valley. Ela sempre se destacou por sua postura feminista durante ditadura militar, e como mulher ajudou a pavimentar uma luta da causa no Brasil e mundo”, destaca Costa.

Além de quadrinista, Ciça tem 16 livros publicados, voltados para crianças e adolescentes, além do livro de pesquisa sobre a fala popular, “Livro dos Provérbios, Ditados, Ditos Populares e Anexins”, pela Editora SENAC. Atualmente, ela continua a se dedicar aos seus livros, onde reúne humor e poesia para os pequenos, e, para os adolescentes, um olhar bem-humorado para essa fase desconcertante da vida.

Em 2009, Cecilia Whitaker Vicente de Azevedo Alves Pinto ganhou o 21º Troféu HQ Mix na categoria “Grande Mestre”.

ARTISTS’ VALLEY BY CHIAROSCURO STUDIOS

O patrocínio da área é da Chiaroscuro Studios, empresa cofundadora da CCXP, que contará com um amplo estande posicionado em frente ao Artists’ Valley, onde estarão diversos quadrinistas representados pelo estúdio, entre eles Ivan Reis, Greg Tocchini, Rafael Grampá, Danilo Beyruth, Marcio Hum e Julian Totino Tedesco.

Criada em 2013, a Chiaroscuro Studios é uma empresa estabelecida no Brasil mas com presença global. Atua como agência de ilustração em projetos de design e campanhas publicitárias para clientes como Warner, Universal, Spotify, Iron Studios, Faber-Castell entre outros, além de ser a corealizadora de eventos de cultura pop como a CCXP e a exposição Batman Experience. Está também inserida no mercado de venda de artes originais de quadrinhos, representando 50 artistas brasileiros e estrangeiros, com centenas de clientes em todos os continentes. A empresa é ainda responsável pela gestão e pelo resgate da obra de Flavio Colin, grande nome dos quadrinhos e da ilustração brasileira.

SERVIÇO CCXP22

Datas: de 1º a 4 de dezembro.
Local: São Paulo Expo
Para outras informações, acesse o site do evento.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.