Negra e trans, DJ Honey Dijon traz house music de Chicago para São Paulo

Militante e ativista do movimento LGBTQ+, Honey Dijon transporta um discurso de resistência das pistas há mais de três décadas

Nascida em Chicago, berço da House Music, a artista transsexual Honey Dijon chega a São Paulo para se apresentar com grandes nomes no Time Warp Brasil 2019, que ocorre nos dias 15 e 16 de novembro, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo.

Honey Dijon transporta um discurso de resistência das pistas há mais de três décadas. Seu amor pela música começou desde sua infância nos anos 70, com a música ocupando um grande espaço em sua casa e família. Aos 12 anos, ela já saia escondida para as boates para conhecer os lançamentos da cena. Foi frequentando clubs majoritariamente negros e gays que ela conheceu a cena underground e desenvolveu um faro apurado para o gênero.

Sua carreira profissional como DJ começou no final dos anos 90, quando se mudou para Nova York e se encantou com o universo da música alternativa local (House, Techno e Punk Rock) e o movimento queer. Na cidade, fez amizades que projetaram sua carreira tanto na música quanto na moda. Nessa lista se encontram Virgil Abloh, estilista da Louis Vuitton e fundador da Off-White, Kim Jones, diretor artístico da Dior, e a modelo brasileira Lea T.

Honey Dijon, ícone da cena eletrônica mundial e atração do Time Warp Brasil
Honey Dijon é atração do Time Warp Brasil. Foto: divulgação

Em outubro de 2017, a DJ e produtora lançou o álbum “Best of Both Worlds”, com o título em alusão a ser trans, deixando sua identidade marcada e trazendo faixas em parceria com os produtores Matrixxman e Sam Sparro e a vocalista Nomi Ruiz. Mais recentemente, em outubro de 2019, ela lançou a coleção fashion “Honey Fucking Dijon” com a marca Comme des Garçons International, que inclui camisetas e bags para DJs.

Colecionando apresentações arrebatadoras, identidade e sonoridade vibrantes, a DJ considera que discotecar proporciona uma troca de energia e diálogo emocional com a plateia.

Ainda dá tempo de adquirir ingresso para o Time Warp Brasil. O festival alemão que comemora 25 anos de existência faz sua segunda edição brasileira. Além de Honey, a festa abre espaço para outras estrelas femininass, entre elas: Amelie Lens, ANNA, The Black Madonna, Eli Iwasa, Peggy Gou e BLOND:ISH.