Thiago Pethit dá início à turnê ‘Mal dos Trópicos’ no Sesc Pinheiros (SP)

No show de lançamento de seu quarto disco, o cantor e compositor conta com a participação do bloco Ilú Obá de Min

Thiago Pethit irá apresentar suas novas canções no Sesc Pinheiros, dia 12 de julho, a partir das 21h. O show de lançamento de Mal dos Trópicos, lançado em março, terá a participação especial do bloco Ilú Obá de Min, além de novas versões de músicas dos álbuns anteriores, como Romeo, do disco Rock’n’Roll Sugar Darling (2014) e Moon, de Estrela Decadente (2012), além de releituras de canções que influenciaram o disco. Os ingressos já estão à venda aqui.

Thiago Pethit por Rafael Barion.
Thiago Pethit por Rafael Barion.

Sobre o convite para participação do Ilú Obá de Min, Pethit conta que pensou em convidá-los desde quando começou a montar o show : “Talvez seja dos cortejos de carnaval, o mais significativo pra mim, na minha história e na história recente de São Paulo. Um cortejo sagrado  de mulheres e que abre o Carnaval como uma caravana dionisíaca afro brasileira. Meu Orfeu termina o disco devorado por estas Bacantes e poeticamente, é isso que representa a presença destas mulheres percussionistas no show. Os mitos Dionisíacos falam muito sobre deglutição, renascimento e renovação. Mal dos Trópicos tem uma fé nestas bacantes que podem renascer um Orfeu e refundar uma pátria”. Fundado pelas percussionistas Beth Beli e Adriana Aragão, o Ilú Obá de Min tornou-se referência étnico-cultural e educativa e foi premiado pelo “Prêmio Culturas Populares Mestre Humberto Maracanã 2008” – SID/MINC, ao lado de grandes iniciativas culturais brasileiras conquistou também o “Prêmio Governador do Estado para Cultura 2013”.

O DISCO

Mal dos Trópicos se inspira em clássicos do jazz, nas composições eruditas de Villa-Lobos, nas batidas do trip hop e nas poesias do paulistano Roberto Piva, poeta maldito dos anos 70/80. O resultado são canções atmosféricas, de clima cinematográfico, e, ainda assim, profundamente brasileiras. Como sugere o título, Mal dos Trópicos, é um conjunto de canções para tempos escuros.

Ao longo das nove faixas do álbum, o músico e ator paulistano canta sobre a ausência de amor e esperança em uma São Paulo mitológica, onde lugares reais, como a Praça da República e o Edifício Copan, viram cenários para Pethit recriar o mito de Orfeu. Com o subtítulo Queda e Ascensão de Orfeu da Consolação, o disco reimagina o herói grego, cantor e poeta como um personagem urbano. Voltando de sua temporada no inferno em busca de Eurídice, ele se depara com um país em luto em pleno Carnaval, enfrenta seus demônios nas ruas da República e tem seu coração devorado pelas Bacantes nos bares da Consolação.

SERVIÇO

THIAGO PETHIT – LANÇAMENTO DO ÁLBUM MAL DOS TRÓPICOS
Dia 12 de julho de 2019. Sexta-feira, 21 horas.
Local: Teatro Paulo Autran (1.010 lugares)
Valores: R$ 40,00 (inteira), R$ 20,00 (estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência) e R$ 12,00 (credencial plena do Sesc – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).
Classificação: 10 anos
Duração: 90 minutos

Sesc Pinheiros – Rua Paes Leme, 195
Bilheteria: Terça a sábado das 10h às 21h. Domingos e feriados das 10 às 18h
Tel.: 11 3095.9400

Estacionamento com manobrista: Terça a sexta, das 7h às 21h30; Sábado, das 10h às 21h30; domingo e feriado, das 10h às 18h30. Taxas / veículos e motos: para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$ 12 (credencial plena do Sesc) e R$ 18 (não credenciados).Transporte Público: Metrô Faria Lima – 500m / Estação Pinheiros – 800m

FICHA TÉCNICA

Augusto Passos – baixo, violão, teclados e produção musica para o show
Leonardo Rosa – bateria e bateria eletrônica
Fernanda Garcia – Violino
Roberta Regina – Cello
Victoria Liz – Viola
Luana Maele – Trombone
Estefane Santos – Trompete
Isabelle Menegasse – Trompa
Participação das integrantes do Ilú Obá de Min