Poc padrão se transforma em urso: ‘me sinto muito melhor do que antes’

"Cuido sempre da saúde, estou ciente de qualquer coisa que possa surgir. Tomo cuidado com a ingestão de açúcar para evitar essas doenças", conta o urso

Embora a maioria das fotos de comparação “antes x depois” com a transformação do corpo mostre que alguém está emagrecendo, o Dusty Fuller foi na direção oposta. Fuller, de 34 anos, postou duas fotos tiradas com cinco anos de intervalo. Ele ganhou 45 kilos na transformação.

Ele ficou feliz em contar ao Gay Star News sobre como ele começou a mudar sua aparência. Foto: https://twitter.com/Cubby_84/status/1070382286195982336
Ele ficou feliz em contar ao Gay Star News sobre como ele começou a mudar sua aparência. Foto: https://twitter.com/Cubby_84/status/1070382286195982336

Sua transformação do corpo levanta questões sobre a positividade do corpo e objetivos corporais saudáveis.

“Meu ganho de peso foi proposital. Costumava me esforçar para ser um cara musculoso com abdômen sarado. Eu comecei a levantar pesos em 2012 e trabalhei duro para levantar e contar calorias por alguns anos. No entanto, eu não estava aumentando meu tamanho como eu queria. Eu sempre tive inveja de ursos musculosos mais corpulentos, então em 2015 eu decidi seguir esse caminho para aumentar meu tamanho”, diz em entrevista ao GayStarNews.

"Cuido sempre da saúde, estou ciente de qualquer coisa que possa surgir. Tomo cuidado com a ingestão de açúcar para evitar essas doenças", conta o urso
“Cuido sempre da saúde, estou ciente de qualquer coisa que possa surgir. Tomo cuidado com a ingestão de açúcar para evitar essas doenças”, conta o urso. Foto: reprodução

Mais pesos do que alguns imaginam

Muitos podem presumir que ganhar peso é fácil, mas Fuller afirma que conseguir um equilíbrio entre a gordura e o músculo está longe de ser fácil.

“Na verdade, foi muito trabalhoso conseguir minha aparência. Eu certamente não me deixei ir. Eu não ganho peso facilmente, meu metabolismo é rápido. Estou na academia levantando pesos geralmente quatro dias por semana. Eu conto calorias e tento mirar em torno de 4.000 a 5.000 por dia. Comer tanto assim pode ser cansativo às vezes”, conta.

Dusty (direita) e marido, Steve (esquerda) (Foto: Fornecido)
Dusty (direita) e marido, Steve (esquerda) (Foto: Instagram)

E a saúde?

“Eu estou bem saudável em geral. Eu recebo exames de rotina e exames físicos. Meu colesterol está bem. Eu tomo um remédio de pressão arterial, mas eu já precisava disso quando eu tinha barriga tanquinho. Luto com os joelhos ruins, mas é devido à genética. Meus familiares magros têm o mesmo problema. Eu não acho que realmente haja ramificações negativas para mim. Se algo importante surgisse, eu perderia algum peso. Minha saúde tem prioridade sobre meu peso e tamanho”, reflete.

Fuller diz que também está ciente do risco de diabetes. Um aumento no peso, particularmente em torno da região abdominal, pode aumentar o risco de desenvolver diabetes tipo II.

“Cuido sempre da minha saúde, então estou ciente de qualquer coisa que possa surgir. Também tomo cuidado com a ingestão de açúcar para evitar essas doenças”, finaliza.

Com informações de GayStarNews

2 COMENTÁRIOS