Alex Escobar diz que problemas com filho gay não têm relação com sexualidade

Em uma entrevista ao canal do YouTube de Júnior Coimbra, o jornalista Alex Escobar volta a se pronunciar sobre a conturbada relação com seu filho, Pedro Escobar, de 19 anos.

“Não sei explicar por quê, sempre teve problema de relacionamento. Ele tem, e isso é a minha visão, uma resistência muito grande a mim” – disse.

Ao longo da entrevista ele enfatiza que não tem problemas com a orientação sexual de seu filho e que o problema entre ambos não possui qualquer relação com a sexualidade. Segundo Alex, houve várias tentativas de diálogo com Pedro, mas este último é resistente.

“O peguei pelo braço, olhei no olho dele e disse: ‘eu não tenho nada contra ser gay, você é meu filho, cara. Tamo junto!’. Mas parece que tem um bloqueio ali, que entra pelo ouvido e sai pelo outro”. 

Vale lembrar que, no ano passado, Pedro Escobar publicou prints de uma conversa de WhatsApp mostrando um briga entre ambos, izendo que seu pai era homofóbico e não pagava pensão. Na época, disse que estava com depressão por mais de cinco anos.

Sobre este caso, Alex Escobar diz que a conduta da TV Globo foi “incrível” e que eles disseram estar do lado do jornalista.

Ninguém na TV Globo colocou em dúvida. Me falaram: ‘a gente está do seu lado, calma’. E sobre a questão da homofobia, muita gente me deu apoio, amigos de verdade. Isso foi a melhor coisa”.

RELEMBRE A POLÊMICA

Alex Escobar diz que seu filho tem um bloqueio com ele
Alex Escobar diz que seu filho tem um bloqueio com ele (Foto: Reprodução)

No dia 1 de outubro de 2019, Pedro Escobar, publicou uma série de posts no Twitter fazendo graves acusações contra seu pai.

“Eu tenho depressão há 5 anos, desde que ele descobriu que eu era gay e passou 3 meses sem falar comigo. Depois disso, as coisas só foram piorando. Em dezembro de 2017, eu tive uma tentativa de suicídio, onde eu tomei uma grande quantidade de remédios e fiquei internado. Nessa ocasião, a única ação dele foi me dar uma bronca e dizer que eu sou um ingrato por fazer isso. 

“Ele nunca paga a pensão que ele deveria me pagar. O salário dele é de 80 mil reais e, fazendo os cálculos, ele deveria me dar 5300 (por dividir com a minha irmã) reais por mês até os 24 anos ou enquanto eu continuar estudando. Porém, no começo desse ano, ele me mandou um áudio se recusando a me oferecer qualquer tipo de estudo esse ano“.