GAY BLOG BR by SCRUFF

O apresentador do programa “Em Pauta” da GloboNews, Marcelo Cosme (41), apresentou seu namorado nos stories do Instagram neste dia 21 de janeiro. O ocorrido foi durante uma brincadeira que viralizou na rede social ultimamente com as respostas de perguntas “verdade ou mentira”. Questionado se ele estava namorando, ele mostrou a foto com um emoji cheio de corações.

Marcelo Cosme apresenta namorado aos fãs
Reprodução

Cosme já tinha saído do armário anteriormente e também sofreu ataques homofóbicos no Instagram em abril do ano passado. “Não é mimimi. São ameaças, ataques, ofensas, desrespeito. E sabemos que homofobia, racismo e xenofobia são crimes. Não vou aceitar” – disse ele, na época. O episódio ocorreu quando apoiadores de Jair Bolsonaro o ofenderam por ser funcionário da Rede Globo e reforçar as regras protocoladas pela OMS para evitar contágio da doença.

Na época, muitos colegas de profissão e amigos particulares saíram em defesa de Cosme e repudiara as ações. “Esses que xingam em redes sociais são uns covardes na vida real, não bancariam um xingamento cara a cara. Fora que são frustrados e invejosos com as conquistas alheias. E você é grande, querido!”, disse Daniel Ortiz, autor de Salve-se Quem Puder, na época.

Apresentador Marcelo Cosme mostra namorado aos fãs
Reprodução

Cosme também é religioso mostrou uma tatuagem em sua perna com o desenho de São Benedito, que é conhecido como protetor dos cozinheiros e responsável por vários milagres. Ele também faz plantões no “Jornal Hoje” e tem um filho chamado Eduardo, de um relacionamento prévio.

Vale dizer que nos stories ele também disse que já apresentou o telejornal de terno e bermuda, que ele ama morar no Rio de Janeiro, e também respondeu um comentário que perguntou dicas sobre como dois homens podem ser felizes no maior.

“Eu? Receita? Não! Mas te digo, viva sua felicidade. É sua, não dos outros” – disse o jornalista.

Com informações do Notícias da TV.

Marcelo Cosme apresenta namorado aos fãs
Reprodução
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".