GAY BLOG BR by SCRUFF

A atriz e cineasta Bárbara Paz, 46, afirmou que é não binária, que não se classifica somente em um dos gêneros binários (masculino ou feminino). A revelação ocorreu em conversa com o produtor cultural Paulo Azevedo, durante o podcast Almasculina.

“Sou uma pessoa inquieta. Uma mulher, um homem, não binária. Descobri que sou não binária há pouco tempo. Um amigo meu falou que eu era, e eu acreditei, entendi. Sou uma pensadora, uma diretora, uma cineasta, uma atriz, uma pintora, uma escritora”, disse Paz logo no início do programa.

Bárbara Paz revela ter se descoberto como pessoa não binária
Bárbara Paz em Veneza – Reprodução

“Nas horas vagas, a gente tenta tudo com as mãos, com a cabeça, com o cérebro e com a imaginação. A imaginação precisa estar trabalhando o tempo todo. Então, eu não sei bem quem eu sou. Se tiver alguma referência para me dizer quem eu sou, ainda estou em busca”, diz.“Eu sou muitas coisas. Sou muitos, muitos, muitas. É difícil dizer quem você é para se apresentar. Sou uma pessoa de fazer o que tenho dentro, o que não é pouco, arte”, completou.

Bárbara, que perdeu seu pai cedo, quando tinha seis anos, conta como via a figura masculina: “Então, o masculino, ele veio… Olha que interessante: as primeiras imagens eram dos médicos da minha mãe, que cuidavam dela, que zelavam por ela. Para mim, eles eram anjos. Eu era uma criança. Eu era apaixonada por aqueles médicos, porque ali eu sabia que minha mãe estava viva, bem cuidada. Sabia que ela ia voltar para casa”, afirmou. “Meu modelo de masculinidade é um lugar de conforto, de rede de proteção. Esse foi o masculino que eu vi. Éramos cinco mulheres em casa à espera de um maestro que nunca chegou. E eu acabei virando o maestro dessa história, eu fui o homem da casa. E, mesmo criança, eu me sentia a responsável por aquilo tudo”, disse.

A cineastra disse que durante a infância teve um lado masculino forte. “Eu era metade menino, metade menina. Eu cresci assim, porque eu uma era indefinição. Porque eu sou muito feminina, tenho traços femininos, sou loirinha, toda princesinha […] e esse lado masculino de ser moleque, também nasceu comigo.”

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.