GAY BLOG BR by SCRUFF

Um comunicado assinado por bispos católicos foi emitido pela Tyler Clementi Foundation, uma instituição de caridade comprometida em proteger os jovens LGBT+ de sofrerem bullying nos Estado Unidos.

“Como vemos nos evangelhos, Jesus Cristo ensinou amor, misericórdia e boas vindas para todas as pessoas, especialmente aquelas que se sentiram perseguidas ou marginalizadas de qualquer forma; e o catecismo da Igreja Católica ensina que as pessoas LGBT+ devem ser tratadas com ‘respeito, compaixão e sensibilidade’.”  – diz o comunicado, que também alerta que os jovens LGBT+ tem maiores chances de tentarem suicídio quando comparados aos héteros, além de serem rejeitados por suas famílias e sofrerem bullying.

“A Igreja Católica valoriza a dignidade concebida por Deus de todas as vidas e nós pegamos essa oportunidade para dizer aos nossos amigos LGBT, especialmente os mais jovens, que nós permanecemos com vocês e nos opomos a qualquer forma de violência, bullying ou assédio dirigido a vocês. Acima de tudo, saiba que Deus criou você, Deus ama você e Deus está ao seu lado” – conclui o comunicado.

Entre os bispos que assinaram a declaração incluem Joseph Tobin, arcebispo de Newark, e John Wester, arcebispo da Santa Fé.  A co-fundadora da Tyler Clementi Foundation, Jane Clementi, entende que este é um grande passo que a Igreja católica está dando.

Um comunicado assinado por bispos católicos foi emitido pela Tyler Clementi Foundation, uma instituição de caridade comprometida em proteger os jovens LGBT+ de sofrerem bullying nos Estado Unidos. 
Reprodução

“É um excelente começo. Estou muito grata aos bispos católicos que assinaram a declaração e corajosamente colocaram suas vozes em um esforço para mostrar o amor de Deus se opondo a qualquer forma de violência, assédio ou bullying contra pessoas mais vulneráveis entre nós. Com esse comunicado inovador, estes bispos estão dizendo que todos são filhos de Deus, incluindo nossos irmãos LGBT+, que merecem carinho, respeito e compaixão” – disse Clementi.

Vale dizer que a Tyler Clementi Foundation é uma organização criada por Jane em homenagem ao seu filho, Tyler, que tirou a própria vida aos 18 anos em 2010 quando seu ex-colega da Universidade Rutgers, Ravi, expôs nas redes sociais filmagens de webcam onde Tyler se encontrava com um outro homem. Após a exibição das imagens no Twitter no dia 19 de setembro de 2010, Tyler saltou de uma ponte no dia 22.

Ravi foi sentenciado a 30 dias na cadeira, 3 anos de liberdade condicional, 300 horas de serviços comunitários e fiança de US$ 10.000.

Com informações do Pink News

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".