De acordo com uma matéria publicada pelo BuzzFeed News, o envio dos nudes aumentou muito durante estes tempo de quarentena. A conclusão veio depois que o canal entrevistou várias pessoas, incluindo a universitária Alicia, recém separada do namorado, que comenta que passou a mandar fotos pelada para uma amiga para saber se o corpo dela estava “em dia”.

“Alicia não está sozinha. Pessoas em todos os lugares estão dizendo que estão trocando mais fotos íntimas com seus parceiros, amigos e seguidores das mídias sociais enquanto estão isolados pelo coronavírus” – diz a matéria do Buzzfeed.

“Só tem 8 dias de quarentena. Por que está todo mundo mandando nudes no chat em grupo?”

É difícil medir com precisão a quantidade de fotos que estão sendo enviadas e qual a porcentagem do aumento porque elas geralmente são em caráter privado ou para um pequeno grupo de pessoas.

No entanto, a pesquisa levou em consideração também a rede social “OnlyFans”, onde as pessoas pagam para ver nudes dos outros, onde os dados demonstram que a audiência cresceu consideravelmente.

Envio de nudes aumentou durante a quarentena
(Reprodução)

A matéria também aponta que entre os LGBTQIA+, que tradicionalmente já trocam mais nudes, houve também um aumento.

As comunidades de compartilhamento de fotos íntimas no Reddit também tiveram crescimento no número de postagens. Segundo um dos moderadores, “mister_master89”, há algo diferente no envio das fotos íntimas durante a quarentena.

“Acho que tem algo diferente sobre os nudes da quarentena porque muitas pessoas podem relacionar isso a um mesmo sentimento de isolamento”.

E você? Já enviou nudes para alguém nesta quarentena? Aumentou a frequência? Diga para nós!

“Amo receber nudes”, conta Wanrley Cardoso, vencedor da categoria Boy Magia no POC AWARDS 2019

Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".