Filhos pedem a eleitores para não votarem no pai homofóbico

Além de críticas a judeus, ao Islão e à comunidade LGBT, o candidato Steve West, de Missouri (EUA) quer a proibição da pornografia

O filho e a filha de um candidato de Missouri estão pedindo aos eleitores que não elejam o pai. Emily e Andy West dizem que o pai, Steve West, de 64 anos, é racista, homofóbico e se opõe a judeus e muçulmanos.

Steve West, Republican Missouri (foto: Business Insider UK) pai
Steve West, Republican Missouri (foto: Business Insider UK)

Steve West ganhou atenção após vencer as primárias do Partido Republicano em agosto por uma cadeira no noroeste de Missouri. Os líderes republicanos rapidamente se distanciaram após viralizarem notícias de que ele frequentemente defendia o racismo e outras visões preconceituosas em um programa de rádio.

Emily West disse ao Kansas City Star que seu pai “fez vários comentários que são racistas, homofóbicos e xenofóbicos.” Para o The Star, Andy West disse que eleger seu pai para o Legislativo legitimaria seus pontos de vista.

“Meu pai é fanático. Ele deve ser impedido. Sua ideologia é puro ódio. É totalmente insano”, disse a filha.

Entre as suas afirmações mais polêmicas, uma vez afirmou que “Hitler tinha razão sobre o que se estava a passar na Alemanha”.

West também quer a proibição da pornografia, o fim de aulas de educação sexual nas escolas bem como tornar a vacinação voluntária, como pode ler-se no site da candidatura que procura uma cadeira no Senado.
Com informações de CBS, The Independent e Notícias Ao Minuto.