O Fórum Cultura + Diversidade acontecerá nessa quarta feira, dia 30 de outubro, na Rua Vergueiro número 1000, no bairro do Paraíso em São Paulo. Lá será reunida empresas, entidades e especialistas de diversos setores para discutir mecanismos de inclusão e acesso ao mercado de trabalho de LGBTs, negros, mulheres, pessoas com deficiência e com mais de 50 anos.

GAY BLOG BR by SCRUFF

Junto com o debate, os participantes terão acesso à orientação profissional, capacitação e oferta de emprego. Para se inscrever no evento, basta acessar o site do Sympla.

Além de workshops e oficinas, o evento contará também com orientação para obtenção de microcrédito em áreas como inovação e tecnologia; gestão e administração; economia criativa e ações solidárias. Jovens de 16 a 20 anos poderão se inscrever no Bolsa Trabalho, que incentiva a inserção no mercado de trabalho.

Fórum Diversidade ocorrerá no Centro Cultural São Paulo (Foto: Reprodução)
Fórum Diversidade ocorrerá no Centro Cultural São Paulo (Foto: Reprodução)

A mesa de abertura está marcada para às 10h, sendo que o primeiro painel vai discutir Novas práticas com novos resultados – Empregabilidade e Empreendedorismo.

Em seguida, o segundo painel tratará do tema Cultura da Transformação e a Economia Criativa. Os painéis vão reunir representantes das secretarias municipais da Pessoa com Deficiência; de Direitos Humanos e Cidadania; de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e de Cultura, além da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.

À tarde, das 14h às 17h, será a vez dos workshops. O primeiro vai falar de empreendedorismo agrícola e social, com representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), do programa Ligue os Pontos, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (SMUL) e do projeto Aldeias Infantis. Na sequência, o segundo workshop trará qualificação em empreendedorismo e artes manuais, a chamada economia solidária, com os projetos Teia, Mãos e Mentes Paulistanas e ADE Sampa.

O terceiro workshop trará o projeto FAB LAB Livre SP, uma rede de laboratórios públicos, fruto de parceria entre a Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia e o Instituto de Tecnologia Social (ITS Brasil). O tema seguinte será geração de renda, capacitação e linhas de crédito para empreendedores, por meio dos programas Bolsa Trabalho e Dono do Meu Trampo, além do Sebrae.

Imagem: IstoÉ

A tarde continua com o workshop sobre ações e oportunidades inclusivas, com foco em empregabilidade e desenvolvimento profissional, a cargo dos projetos HUB Diversidade e Taqe. Por fim, a Fesagroup e o LinkedIn vão apresentar o workshop sobre postura e imagem, com orientações nas habilidades e conhecimentos demandados pelas empresas

Diversas outras instituições estarão presentes aos debates e também como expositores, levando experiências de inclusão voltadas aos grupos que formam o público-alvo do evento.

“Será uma importante oportunidade de troca para essas corporações, mas, sobretudo, será uma chance real de atualização e networking para profissionais e estudantes”, enfatiza José Carlos Vieira Junior, idealizador do Fórum que, após três bem-sucedidas edições no Rio de Janeiro, chega a São Paulo ainda mais forte.

Evento: Fórum Cultura + Diversidade
Local:  Rua Vergueiro, 1000, Paraíso – São Paulo.
Horário: 30 de outubro de 2019 das 10h às 17h

Leia também: Elza Soares fala sobre minorias em espaços de poder no Fórum de Diversidade Amcham

Museu da Diversidade Sexual recebe exposição ‘Tempero da Carne’

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".