This article is also available in: English Español

GAY BLOG BR by SCRUFF

No último dia 24 de outubro, um garoto de programa Maurício Aparecido Vieira Alcâncata (42) foi preso em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, acusado de esfaquear um cliente francês em Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro. As informações são do Extra.

O caso aconteceu na segunda-feira, dia 19 de outubro, e foi registrado na Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat).  A polícia apura se a vítima, Claude Arnaud Franck Lahanque (56) foi dopada antes de ser agredida e ter os pertences roubados, além de que ele está em estado grave no Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea. No entanto, seu quadro é estável.

Maurício foi preso por esfaquear um cliente (Reprodução)

A investigação aponta que Claude Arnaud conheceu Maurício pelo aplicativo Grindr e, após algumas conversas, o acusado foi até o apartamento do cliente, que é comissário de bordo, localizado na Rua Prudente de Moraes. Após 20 minutos, Alcântara fugiu do apartamento e Claude Arnaud desceu pelas escadas do prédio esfaqueado e banhado a sangue, sendo socorrido pelos moradores do local. Não se sabe se houve o programa ou não, mas informações apuradas pelo O Globo dizem que Claude não quis pagar o programa.

“Eles se conheceram pelo aplicativo Grindr. No mesmo dia esse autor foi na casa da vítima e cometeu esse crime. Não sabemos se ele foi dopado.” – disse Patrícia da Costa Araújo de Alemany, titular da Deat – “O que sabemos é que ele ficou pouco tempo no apartamento e depois de cometer o crime fugiu. Assim que ele foi embora a vítima desceu esfaqueada. O francês, a princípio, tem duas facadas no peito, uma no pescoço e uma na nuca. Vamos saber se foram mais perfurações após o laudo da perícia ficar pronto” – continua, acrescentando também que a faca utilizada no crime foi encontrada no apartamento de Claude, além de que as digitais do suspeito também foram encontradas.

Reprodução

Para não deixar rastros, Alcântara destruiu o celular que usava para fazer programas, mas a polícia conseguiu monitorar o acusado por um período de cinco dias e ele acabou preso na casa de uma amiga. Ao que tudo indica, esse não é seu primeiro crime.

“Esse suspeito já fez outros crimes nos últimos três anos. Ele marca o encontro com as vítimas, homens e mulheres, e cometem esse tipo de crime. Os clientes são esfaqueados e ele foge — disse a delegada. Inclusive, Alcântara já havia sido preso antes pelo mesmo crime – “Ele é audacioso. Foi um crime muito violento que poderá ocasionar na morte da vítima. Ele fugiu do local onde morava para não ser preso. No entanto, em pouco menos de uma semana demos uma resposta. Esse tipo de crime não ficará sem solução” – completa.

Claude ficará no Brasil até o próximo dia 15 de novembro. Já Alcântara está em prisão preventiva por tentativa de latrocínio e, se condenado, poderá pegar até 20 anos de reclusão.

This article is also available in: English Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".