GAY BLOG BR by SCRUFF

O ator George Lazenby (83), mais conhecido por ter feito o James Bond no filme 007 – A Serviço de Sua Majestate em 1969, foi acusado de fazer comentários homofóbicos e misóginos no evento “The Music of James Bond”, resultando na remoção dele em todas as apresentações da futura turnê.

Em entrevista à rádio 6PR, uma mulher que assistiu à apresentação disse que o ator passou a apresentação inteira “falando basicamente sobre suas conquistas sexuais” e que ele “foi homofóbico e certamente não estava falando sobre seu filme como James Bond”. Outro participante disse que a apresentação foi apenas como “histórias misóginas sobre as proezas sexuais de George Lazenby, detalhes íntimos de diarreia e objetificação das mulheres”.

“Foi só quando um espectador gritou ‘com licença, isso é ofensivo’ que a tensão ficou evidente e George foi retirado do palco e a música salvou o dia”, relatou um espectador ao The West Australian.

George Lazenby, ex-James Bond, pede desculpas após ser acusado de machismo e homofobia
Reprodução

Após a repercussão negativa, George Lezenby se desculpou no Twitter: “Lamento e me entristece saber que minhas histórias em Perth no sábado podem ter ofendido algumas pessoas. Nunca foi minha intenção fazer comentários ofensivos ou homofóbicos e sinto muito se minhas histórias que compartilhei foram interpretadas dessa maneira”.

“Eu só desejo compartilhar as verdadeiras conquistas da minha vida, que são meus filhos (…) Agora, nos meus 80 anos, família e amigos são naturalmente o que é mais importante para mim. Com amor, George”, escreveu.

Lazenby foi escolhido para ser 007 após um encontro ocasional na rua com o produtor Albert R. Broccoli, que o convidou para fazer um entrevista e testes de cena. Antes mesmo de On Her Majesty’s Secret Service estrear nos cinemas, o ator recusou a seqüência, Diamonds Are Forever, alegando que o herói seria um anacronismo, em plena era de Woodstock, embora haja outra versão que diz que o contrato de sete filmes (com 14 páginas) era exigente demais, e ele também queria tentar outros papéis.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"