GAY BLOG BR by SCRUFF

Segundo informações do The Sun (via Splash), as filmagens do filme “My Policeman”, em que Harry Styles vai interpretar um homossexual enrustido, já começaram e o ex One-Direction aparentemente quer “mergulhar fundo” no personagem e vai encenar cenas de sexo gay bem realistas.

“O plano é filmas duas cenas com Harry e David, e depois outra cena em que Harry está nu, sozinho” – disse uma fonte ao tabloide inglês.

“Não vai sobrar muito para a imaginação. Harry está se jogando neste novo papel e está muito animado com o desafio, embora seja uma tarefa difícil. Ele sempre quer fazer coisas que as pessoas não esperariam e desafiar o que as pessoas pensam sobre ele – e este filme realmente fará isso”, acrescentou o informante.

Harry Styles ficará nu e fará cenas de sexo gay em novo filme
Reprodução

My Policeman se concentra em um triângulo amoroso em Brighton, na Inglaterra, na década de 1950. Na trama, Harry Styles viverá o personagem Tom Burgess, um policial que é gay e acabar se casando com Marion (Emma Corrin) para não ser vítima de homofobia.

A Amazon Studios comprou os direitos do filme, o que pressupõe que a obra deverá ir direto para streaming sem passar pelos cinemas. Nenhuma data de lançamento foi anunciada ainda.

Falando do livro, ele conta a história de Tom Burgess, um policial gay. Marion, uma professora, sem saber da orientação sexual de Burgess, acaba se apaixonando por ele, e o mesmo acontece com Patrick, que trabalha em um museu.

Devido à pressão social da época, Tom e Marion acabam se casando, apesar de que o verdadeiro amor dele é o Patrick. Em determinado momento, Marion começa a desconfiar dos verdadeiros sentimentos do marido.

O livro recebeu boas notas da imprensa, sendo considerado uma história “fluida” em que iniciamos e não temos mais vontade de parar de ler. Além disso, mesmo sendo uma ficção, retrata um período histórico e possui uma “estrutura sólida”, dando a impressão de que aquela narrativa poderia acontecer.

Na Inglaterra, relações homoafetivas eram consideradas crimes até o ano de 1967. Em 2016, o secretário de Justiça britânico, Sam Gyimah, defendeu que é muito importante dar “o perdão” às pessoas que foram condenadas por “crimes sexuais”, já que hoje em dia elas seriam inocentes de qualquer penalidade.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".