GAY BLOG BR by SCRUFF

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o chefe de cozinha Anderson Luiz Krall, de 31 anos, sendo agredido na saída de um bar, em Jaraguá do Sul, a 192 km de Florianópolis, no dia 2 de setembro.

“Ele queria realmente me matar. Ele falava que queria me matar pelo fato de eu ser gay, pelo fato de eu estar ali, de ele ter se sentido incomodado. Foi homofobia total”, disse Anderson em relato ao G1.

Segundo informações apuradas pela Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina, o agressor é um advogado registrado na seccional do Paraná. As informações são do UOL.

No B.O. registrado pela vítima, foi relatado que ambos teriam discutido dentro de um bar depois que o suspeito se intrometeu em uma conversa por não ter gostado do assunto que eles abordavam. Depois de deixar o local, o advogado o seguiu de carro, parou e desceu, e ocorreu as agressões. Segundo relatos preliminares apurados pela Polícia Civil, a confusão estaria relacionada a um suposto caso de homofobia. O inquérito será instaurado neste dia 6 de setembro.

“A polícia realizou algumas diligências preliminares, mas o inquérito será formalizado na segunda-feira. Se comprovado que o fato realmente aconteceu no contexto da homofobia, além da lesão corporal, o autor também poderá responder por esse outro crime. Só que ainda é necessário aguardar a conclusão do inquérito, com oitiva dos envolvidos e testemunhas para confirmar se as agressões ocorreram no contexto de homofobia”, explicou o delegado Marcelo Schiebelbein.

Já a OAB de Santa Catarina repudiou o ato do advogado e sugeriu para que a seccional tome medidas disciplinares.

“Confirmamos que ele é registrado na seccional do Paraná. A gente não pode agir contra o agressor, mas nos manifestamos com repúdio contra o fato. Iremos sugerir à entidade do estado vizinho a instauração do processo disciplinar”, afirmou Margareth Hernandez, presidente da Comissão de Direito Homoafetivo e Gênero da OAB-SC.

Na gravação, é possível ouvir a vítima pedindo ajuda repetidas vezes. Uma mulher que estava presenciando a briga tentou intervir e pediu para que o agressor fosse embora, enquanto outras duas mulheres também presenciavam o ocorrido.

O caso ficará sob responsabilidade da DP da Comarca de Jaraguá do Sul.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"

1 COMENTÁRIO