O juiz federal indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF) Kassio Nunes Marques afirmou nesta quarta-feira, em sabatina no Senado, que há “uma certa pacificação social” sobre a criminalização da homofobia, a união estável homossexual, o nome social de transgêneros e o direito de gay de doar sangue. A informação é da Folha de São Paulo.

GAY BLOG BR by SCRUFF

“Nós temos uma cultura jurídica que essa conformação jurisprudencial segue até determinado limite, e minha opinião como operador do direito é que esses limites foram atingidos. Há uma certa pacificação social no que diz respeito a isso”, disse Marques, sem entrar em detalhes.

Candidato ao STF, Marques é sabatinado por senadores / Agência Senado

Kassio Nunes Marques é juiz do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região). Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para a vaga de Celso de Mello, ele foi sabatinado pela Comissão e Constituição e Justiça do Senado.

Os senadores fizeram perguntas de diversas áreas ao juiz, como o afastamento de magistrados para concorrer a eleições, o que ele afirmou ser favorável. A sabatina não havia terminado até as 15h desta quarta-feira.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista pela Universidade Federal de MS, foi repórter de economia e hoje, além de colaborar para o Gay Blog, é servidor público em Joinville (SC). Escreveu ''A Supremacia do Abandono'', livro disponível em amazon.com.br.