GAY BLOG BR by SCRUFF

O jornalista e escritor Leandro Narloch perdeu a ação judicial que movia contra Fefito. Em julho de 2020, o colunista do Splash Uol afirmou que a CNN Brasil rescindiu o contrato de Narloch, de forma unilateral, após comentários homofóbicos.

Na época, Narloch usou termos como “opção sexual”, além de restringir a contaminação por HIV à população homossexual e associa-la à promiscuidade, ao comentar a decisão do Superior Tribunal Federal (STF) de liberar a doação de sangue por LGBT+. Até àquela data, LGBT+ só poderiam doar sangue caso não tivessem feito sexo nos últimos 12 meses.

Não há dúvida disso, os gays, os homens gays, eles têm chance muito maior de ter aids, né?! Em 2018, uma pesquisa mostrou que 25% dos gays de São Paulo eram portadores de HIV“, disse Narloch em 2020.

Leandro Narloch (Foto: Reprodução)

De acordo com o site Uol, o juiz considerou improcedente a ação movida por Narloch contra Fefito, já que o ex-CNN reconheceu, em suas redes sociais, ter feito um comentário que “pudesse parecer a alguns homofóbicos ou preconceituosos”.

Em decisão, o juiz disse: “O Autor reconheceu em rede social que seu comentário pode ter parecido a alguns homofóbico ou preconceituoso (fl. 55). E lamentou tal fato, reforçando seu respeito às minorias. Nesse contexto, não há ato ilícito cometido pelo Requerido ao noticiar o fato na internet (fls. 25/27). Mesmo entendendo – sem excesso/abuso do direito – que o comentário do Autor foi homofóbico“. Narloch e seus advogados ainda podem recorrer da decisão judicial.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)