A atriz Lili Reinhart (23), que ficou famosa recentemente ao interpretar a personagem Betty Cooper na série Riverdale, disse nos stories do Instagram que é bissexual. A informação veio a público no último dia 3 de junho, enquanto ela apoiava o movimento “Black Lives Matter”, iniciado após a morte de George Floyd por um policial branco.

“Embora nunca tenha dito publicamente antes, sou uma mulher bissexual orgulhosa. E vou me juntar a este protesto hoje. Participe também” – fazendo referência ao protesto em West Hollywood LGBTQ+.

Recentemente, ela rompeu um relacionamento com outro ator da série, Cole Sprouse, após três anos de união. Na série, eles vivem o casal Jughead Jones e Betty Cooper, e anunciaram publicamente que estavam juntos em 2018, quando estiveram no Met Gala.

LUTANDO CONTRA DEPRESSÃO E PERSEGUINDO SEUS SONHOS

Lili Pauline Reinhart nasceu em Cleveland, nos Estados Unidos, em 13 de setembro de 1996, e atua em teatros comunitários desde os 12 anos de idade. Querendo se firmar na carreira de atriz, aos 18 se mudou para Los Angeles uma primeira vez, mas por questões psicológicas e financeiras acabou voltando para Cleveland. Seis meses depois, voltou novamente para LA e conseguiu o papel que a consagrou mundialmente.

Ela já comentou em diversas entrevistas que luta contra depressão, ansiedade e distúrbios alimentares, e que o papel de Betty Cooper chegou “na hora certa”, já que ela enfrentava problemas psicológicos graves na época.

Foto: Reprodução

Reinhart também é escritora e publicou um livro de poemas chamado “Swimming Lessons”, inspirada em seus sentimentos ao longo da vida. Já no cinema, ela teve participações em filmes como Galveston, Hustlers e Charlie´s Angels.

Ela também ganhou alguns prêmios, como estrela revelação pelo “Teen Choice Awards” em 2017 e, no ano passado, foi escolhida também como melhor atriz dramática pela mesma premiação.

Vale dizer que a série de TV é baseada em personagens da Archie Comics, e recebeu notas mistas para positivas pelo Metacritic, com  média de 68 pontos em 36 avaliações.

Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".