Jair Bolsonaro anda sofrendo diversos protestos por todo o Brasil com o apoio de entidades internacionais de todo o mundo. Na noite da última quinta-feira, Madonna também se posicionou em seus stories do Instagram com a reprodução de um vídeo de um panelaço no país. Desta vez a cantora nem se deu ao trabalho de direcionar o protesto ao “Borsalino”.

Madonna colocou na legenda: “Escutem os avisos”, “Acordem!”, junto com hashtags sobre o covid-19 e incentivando as pessoas a ficarem em casa. Provável que o “Wake Up” (Acorde!), também seja uma referência a música God Control, do último álbum da cantora.

Em um dos stories é possível escutar alguém gritando “Fora Bolsonaro” e em outro há alguém dizendo “Fascista”. Evidente que o posicionamento da cantora causou grande repercussão na internet, em especial com os brasileiros.

Essa não é a primeira vez que Madonna critica o presidente do Brasil. Na época das queimadas da Amazônia, ela também se posicionou contra as declarações de Bolsonaro.

“Os incêndios estão furiosos e a Amazônia continua a arder. Isso é uma devastação para o Brasil – para os povos indígenas que vivem lá e para as espécies de plantas e animais que fazem dela a floresta biológica mais importante! Presidente Bolsonaro, por favor, mude suas políticas e ajude não só o seu país, mas o mundo inteiro. Nenhum desenvolvimento econômico é mais importante do que proteger esta terra. Precisamos acordar! O futuro da floresta tropical afeta o futuro do mundo” – disse

Nesse protesto das queimadas, ela acidentalmente escreveu “Borsalino” ao invés de “Bolsonaro”, corrigindo rapidamente, porém acabou resultando em diversos memes na web em 2019. Curiosamente, “Borsalino” é o nome de uma marca de chapéus italiano.

Um pouco antes, em 2018, ela também se mostrou contrária a candidatura de Bolsonaro, postando as hashtags “#EleNão” e “#EndFascim”.

Vale lembrar que em 2019, Madonna lançou seu último álbum, Madame X, vendendo cerca de 600 mil cópias até fevereiro de 2020. O primeiro single foi a música “Medellín“, um dueto com o canto Maluma.

Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".