GAY BLOG BR by SCRUFF

O departamento de informações de responsabilidade social corporativo (CSR) da Nintendo japonesa passa a reconhecer os casamentos homoafetivos com os mesmos direitos que os heteroafetivos. Isso significa que todos os benefícios internos da empresa serão destinados a todos os casais, independente de gênero.

A iniciativa vai na contramão da constituição do Japão, que exclui a união homoafetiva e considera o casamento como a união de um homem e uma mulher. Essa mesma legislação também obriga a pessoas transexuais passarem pela cirurgia de redesignação sexual para serem legalmente reconhecidas com o gênero com o qual se sentem confortáveis.

A Nintendo também proíbe qualquer forma de comentários discriminatórios na empresa e impede que a orientação sexual de alguém seja revelada contra sua vontade. Além disso, a empresa também está dando treinamento para os funcionários para um ambiente mais inclusivo.

Nintendo passa a reconhecer uniões homoafetivas, contrariando leis do Japão

“Na Nintendo Co., Ltd. (Japão), queremos criar um ambiente de trabalho que apoie e capacite cada um de nossos funcionários exclusivos. Introduzimos o Sistema de Parceria em março de 2021 como uma iniciativa baseada nessa filosofia. Embora os casamentos do mesmo gênero não sejam atualmente reconhecidos pela lei japonesa, esse sistema garante que os funcionários que estão em uma parceria doméstica com um parceiro do mesmo sexo tenham os mesmos benefícios que os funcionários em um casamento do sexo oposto. Também estabelecemos que a união estável entre casais será observada da mesma forma que o casamento”, diz o comunicado oficial.

A Nintendo já tinha estabelecido um princípio de não discriminar funcionários “com base em raça, etnia, nacionalidade, ideologia, religião, credo, origem, condição social, classe, ocupação, gênero, idade, deficiência, orientação sexual ou identidade de gênero”. O sistema já havia sido introduzido em março de 2021, mas somente agora ele está formalizado e em vigência.

Vale dizer que o Japão é o único país do G7 a não ter uma legislação que inclua os direitos dos LGBTQIA+.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"