GAY BLOG BR by SCRUFF

A CNN contratou a jornalista Renata Afonso para ser a nova CEO do canal, substituindo Douglas Tavalaro, que exercia o cargo desde o surgimento do canal em 2020. Ao assumir sua função, Afonso fez questão de frisar aos funcionários que ela é mulher, casada com outra mulher, e criada com parentes negros.

“Com muito orgulho, chego para integrar a equipe CNN Brasil, com o compromisso de dar continuidade a essa história de sucesso e prezando pela independência do nosso conteúdo e excelência dos nossos serviços. Minha missão é liderar esse time para construirmos juntos o futuro da CNN no Brasil”, disse Renata Afonso em comunicado.

Em entrevista ao Notícias da TV, ela explica que a razão pela qual ela expôs sua vida íntima é por estar diretamente relacionada aos valores da própria empresa.

“Isso é o meu DNA. Como gestora e querendo fazer uma gestão transparente, não poderia esconder quais são as minhas convicções e quem sou. É natural que eu comece a minha gestão contando para eles de quem eu sou. E não tenho a menor vergonha de mim, pelo contrário, tenho muita satisfação e muito orgulho de quem sou, das minhas convicções e dos meus princípios.”, disse ela

“Esse é um valor da CNN. Vamos lutar contra qualquer tipo de conceito, de assédio, de desrespeito, será uma gestão respeitosa, em que as pessoas serão tratadas com respeito. Agora como ser mulher, que foi a primeira pergunta, uma coisa chama muito a atenção. Quando assumi aqui, eu era CEO de um canal de TV superimportante. Eu não tinha tanta exposição e as pessoas não se chocavam tanto com o fato de eu ser mulher” , continuou.

Nova CEO da CNN é mulher, lésbica e será intolerante a qualquer tipo de preconceito
Divulgação

“Quando vim para a CNN eu fiz uma reflexão. O que de fato chamou tanto a atenção? Acho que é justamente ser um veículo de notícia, não é um veículo de comunicação. Se estivesse à frente de um canal de comportamento, talvez não chamasse a atenção o fato de eu ser mulher. Tenho um compromisso enorme com as outras gerações que estão vindo, e com todas as mulheres. Imagino que meu papel aqui não diz respeito exclusivamente a mim, mas diz às outras mulheres. Imagino que meu papel aqui não diz respeito exclusivamente a mim, mas diz às outras mulheres que buscam tanto o seu espaço no mercado de trabalho”, finaliza.

Ela também comenta que se reuniu com Jair Bolsonaro e afirmou que não vê apoio do governo ao canal, alegando ser importante para que o canal seja reconhecido como imparciais. Além disso, ela também alega que fará mudanças dentro do canal e que procurará dar mais diversidade aos jornais, pois acha todos muito semelhantes.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"