O padre Peter Miqueli, 57, que há cinco anos foi acusado de desviar dinheiro de uma paróquia no Bronx, Nova York (EUA), foi encontrado morto em sua casa no último dia 09, segundo informações do NY Post. A causa da morte não foi divulgada nem mesmo para os familiares.

O irmão de Miqueli, Joseph, diz que não sabe o que aconteceu e que provavelmente nunca saberá. “A perícia nem me diz onde o encontraram e como o encontraram”, disse em entrevista. “Ele é meu irmãozinho, acima de tudo. Meu coração está partido e não há nada que eu possa fazer”, lamentou.

Peter Miqueli
Peter Miqueli – Reprodução

BOY TOY

Em 2015, foi reportado (também no NY Post) que Miqueli supostamente pagava US$ 1.000 (cerca de R$ 5400) por sessão de S&M para ser escravizado por um ator pornô conhecido pelo nome de Keith Crist. O padre também teria pago, com o dinheiro da igreja, alguns aluguéis da moradia de garoto de programa e até comprado uma casa de US$ 264.000 (equivalente a R$ 1.400.000).

O sacerdote acabou sendo acusado de peculato e forçado a renunciar ao seu emprego. Ele chegou a frequentar uma clínica de reabilitação sexual para padres e depois tentou voltar às atividades, mas um Conselho recusou a deixá-lo voltar à igreja.

Desde a morte, começaram a circular rumores de crime depois que foi relatado que o ex-padre estava se preparando para expor a arquidiocese de Nova York de corrupção e um plano de encobrimento relacionado a uma “rede homossexual” secreta que vem operando dentro da igreja por anos, possivelmente décadas.

Keith Crist
Keith Crist – Reprodução
Google Notícias