Parada do Orgulho LGBTQ+: atente-se ao golpe da troca do cartão

Com a parada LGBTQ+ está se aproximando, o Itaú recomenda atenção para evitar o "golpe da troca de cartão", comum em grandes eventos

Em eventos com grande público, aumenta a incidência de um golpe com cartões: o golpe da troca. E um dos maiores eventos da cidade é justamente a Parada do Orgulho LGBT+, que acontece aqui em São Paulo/SP neste domingo, 23. O Itaú Unibanco, através de sua assessoria de imprensa, soltou um comunicado hoje alertando sobre o assunto e deu algumas recomendações.

golpe cartão pink money
Imagem: reprodução/Curve Magazine

O golpe da troca acontece assim: ao pagar por um produto ou serviço, o usuário digita sua senha em uma maquininha que não completa a transação e salva a senha digitada. Falando que houve um problema, o vendedor devolve um cartão falso, bastante semelhante ao original.

Há casos também em que o pagamento é realizado, mas, com a desculpa de que o cartão não passou, o ambulante pede para o portador digitar a senha mais uma vez, apenas para descobri-la. Em qualquer caso, a troca de cartão é feita, a vítima não percebe esse movimento, e o golpista fica com o cartão e a senha para realizar compras e saques em nome do cliente.

Para que você se previna, o Itaú indica alguns cuidados:

· Procure SEMPRE inserir você mesmo o cartão na maquininha na hora de pagar; evite entregá-lo para comerciantes ou prestadores de serviço

· Se entregar o cartão, fique sempre de olho, e não permita que o vendedor se afaste com ele. E, após usar o cartão, confira SEU NOME IMPRESSO NELE para garantir que ele não foi trocado.

· Proteja sua senha ao digitar na maquininha e NÃO PERMITA QUE VEJAM o que está digitando;

· Ao digitar a senha, verifique se ela aparece no visor da maquininha. Se aparecer, CANCELE IMEDIATAMENTE a operação. Os números da senha nunca devem aparecer.

· DOBRE A ATENÇÃO caso o vendedor diga que o cartão não passou e que precisa passar novamente;

Caso perceba que teve seu cartão trocado, alerte o seu banco imediatamente, cancele o cartão e registre um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima.