GAY BLOG BR by SCRUFF

O apresentador Pedro Bial usou seu perfil do Instagram para se desculpar em relação ao episódio em que se referiu as travesits no masculino. Segundo ele, não houve intenção de ofensa.

“Não é nem pela reação na internet que venho aqui hoje me penitenciar pelo mau uso, pelo uso infeliz de um artigo, da forma descuidada que eu me referi às travestis. É pela minha consciência, consciência de alguém que eu não preciso fazer um levantamento histórico, mas de alguém que tem uma história de contribuição para a causa trans. Lamento demais ter ofendido a quem quer que seja, isso jamais foi minha intenção”, começou Bial.

“Alguns poderiam até achar desproporcional a reação, a violência das manifestações na internet, mas acho que violento, não. Violenta é a vida dura, terrível das pessoas trans maltratadas. É uma tragédia que o Brasil tem que enfrentar. Então estou aqui para dizer, em primeiro lugar, que contem comigo, sempre, para o bem, para a construção, para a mudança desse estado de coisas. Um grande beijo para todos e todas.” – finalizou.

O caso ganhou repercussão quando Linn da Quebrada criticou, de modo bem incisivo, a fala do Bial, no dia 24 de maio. Na ocasião, ela usou o Twitter para se manifestar.

“É um absurdo” – diz Linn da Quebrada no Microblog – “Mesmo depois de ter entrevistado a mim e ter acesso a tanta informação, ainda assim, o Bial se permitir erros tão irresponsáveis e cruéis com nossos corpos. Uma transfobia que corrobora com todo processo de marginalização ligado às nossas identidades. Inadmissível!” – concluiu.

Junto com seu protesto, Linn também compartilhou uma publicação da pedagoga e assessora parlamentar Ana Flor em seu Twitter, que diz:

“O Pedro Bial é visto como um intelectual por muitas pessoas. Estamos em 2021, e esse mesmo Pedro Bial está tratando as travestis no masculino, em seu programa de TV, numa entrevista com o Ronaldo. É cansativo ter que repetir que toda travesti deve ser tratada no feminino”.

O apresentador Pedro Bial usou seu perfil do Instagram para se desculpar em relação ao episódio em que se referiu as travesits no masculino.
Reprodução

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"