GAY BLOG BR by SCRUFF

No último domingo, dia 24 de janeiro, a polícia interditou uma festa clandestina em São Paulo que ocorria na Mansão Paradiso, que fica na estrada da Cumbica, próximo à represa de Guarapiranga, com ingressos de até R$100,00. A denúncia foi feita pelos pelos perfis da “Brasil Fede Covid”, tanto no Twitter quanto no Instagram e as informações dão do UOL.

Segundo os PMs, eles chegaram no local às 11h50 após diversas denúncias de que estaria ocorrendo um evento de perturbação de sossego e que o mesmo já havia acontecido anteriormente. O organizador, Paulo Galdino da Silva, foi levado ao 47º Distrito Policial, no Capão Redondo e um BO foi registrado às 15h10.

De acordo com a Polícia Cívil, Silva disse que “combinou com alguns amigos para se reunir no sítio de propriedade de um conhecido” e como o local é grande (10 mil m²), as pessoas poderiam respeitar o distanciamento social. Os frequentadores foram dispersados pelos policiais inicialmente, mas enquanto o organizador era encaminhado para a delegacia, o local voltou a encher de gente e a festa clandestina continuou.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública disse que “inicialmente, policiais do 37º BPM/M chegaram ao local e depois equipes do 2º Batalhão de Choque atuaram na dispersão do evento. O organizador do evento foi identificado e encaminhado ao 47ºDP (Capão Redondo), onde foi registrado um Termo Circunstanciado”.

Um BO complementar feito às 17h59 do dia 24 de janeiro, foi documentado que uma representante da Vigilância Sanitária foi até lá, com apoio de PMs do Batalhão de Choque, e ela constatou que haviam 781 pessoas, sendo 234 sem máscaras.

“O local foi autuado pelo descumprimento do decreto do uso obrigatório das máscaras, do distanciamento e aglomeração. Foi autuado também pela obstrução, pois houve dificuldade de entrar no local”, disse a Polícia Civil, na ocorrência. Após esse episódio, o local foi esvaziado de vez.

O evento foi registrado como crime de incolumidade pública e de infração de medida sanitária preventiva consumada.

PM interrompe festa clandestina com 800 pessoas; ingressos custavam R$ 100,00
Foto: Reprodução / Vigilância Sanitária de São Paulo

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".