Posers, a companhia performática brasiliense que já se apresentou na Pride de NYC

Criada em 2016, a Posers inicialmente surgiu com a proposta de realizar performances para o público LGBT+

A partir do sonho de levar arte, beleza e performances para eventos e festas em Brasília, a companhia performática Posers acabou viajando por todo o Brasil e voou alto para a Europa e Estados Unidos. Com mais de 300 performances apresentadas e com um elenco com mais de 200 profissionais, entre atores, dançarinos, bailarinos, artistas circenses, acrobatas e maquiadores espalhados pelo mundo, a Posers inicialmente surgiu com a proposta de realizar performances para o público LGBT+.

Criada em 2016, a Posers inicialmente surgiu com a proposta de realizar performances para o público LGBT+
Foto: Guilherme Breder

“No início levava alguns amigos para dançar, fazíamos uns figurinos legais e nos apresentávamos. Porém, pouco tempo depois, nosso trabalho começou a crescer e repercutir de uma forma tão rápida que minha ficha só veio cair quando comecei a ser convidado pelos meus concorrentes para levar minhas atrações. E a partir daí surgiu a Posers”, revela o empresário e diretor artístico Manu Santoro.

A ideia de criar a companhia performática surgiu em 2016, após uma viagem de Manu Santoro à Europa, quando ficou encantado pelas performances glamourosas de artistas em festas e boates do velho continente. “Era tudo muito mágico, e pensei, porque não levar isso para o Brasil?”, conta.

Posers, a companhia performática brasiliense que já se apresentou na Pride de NYC
Foto: divulgação

Atualmente, o currículo da Companhia conta com clientes de peso, desde grandes eventos de música como o Festival Villa Mix Goiânia, Aviões Fantasy, Vogue Fashion Night Out, Na Praia, Surreal e Funn Festival. Também já dividiu o palco com artistas como Anitta, Ivete Sangalo, Akon, Maluma, Demi Lovato, Alok, Soulja Boy, Xand Avião, Vintage Culture, entre muitos outros, diz o empresário.

Em eventos internacionais, o diretor artístico menciona performance na Parada Gay de Nova York, no festival XLSIOR de Mykonos, no Hell & Heaven e boates em Dublin, Barcelona, Paris, Londres, Miami, Orlando, Madrid e Ibiza.

Posers, a companhia performática brasiliense que já se apresentou na Pride de NYC
Foto: divulgação

Diferenciais

Entre os grandes diferenciais da Posers, está o time de coreógrafos e figurinistas que a companhia possui. Para a parte da dança, Manu Santoro dispõe de profissionais especialistas dos mais variados gêneros da dança, desde o contemporâneo, ballet, dança clássica e latina, além de proporcionar uma constante capacitação e atualização de seus artistas, com pesquisas sobre as tendências do mercado com cursos e workshops. Já no time de figurinistas, a companhia conta com mais de 20 profissionais entre os eixos Rio-São Paulo.

Posers, a companhia performática brasiliense que já se apresentou na Pride de NYC
foto: divulgação

“Foi bem difícil levar esse tipo de trabalho para as festas daqui de Brasília, pois elas não tinham esse perfil e gerava um custo a mais para os produtores. Eu costumo dizer que a Posers não é uma atração para atrair o público, mas sim para dar um acabamento nas festas, para ficar interativo, criativo e interessante, complementar uma cenografia, trazer mais glamour”, diz Santoro.

Posers, a companhia performática brasiliense que já se apresentou na Pride de NYC
Foto: Phillipe Guimarães / http://www.bsfotografias.com.br

Planos para o futuro

Entre os projetos em desenvolvimento está um escritório em Londres, na Inglaterra, devido à grande procura de clientes fora do Brasil. “Já atendemos muitos clientes fora do país e ter um escritório em Londres era um desejo antigo para que as operações sejam simplificadas. Hoje, nossa vontade é criar um intercâmbio de artistas para que possamos movimentar ainda mais o setor”, explica Manu.

A companhia também planeja lançar daqui a Posers Kids para atender uma demanda de eventos voltados para o público infantil.

No Instagram, o grupo está como @posersht.

Posers, a companhia performática brasiliense que já se apresentou na Pride de NYC
Foto: Guilherme Breder / http://www.bsfotografias.com.br