21.5 C
São Paulo
segunda-feira, 10 agosto 2020
Loja das Pocs
ONLINE COMERCIAIS O primeiro sutiã - Releitura Trans (2019)

O primeiro sutiã – Releitura Trans (2019)

Em 1987, Olivetto Washington criou uma das mais famosas peças publicitárias da TV brasileira. Em 2019, Madre Mia Filmes fez uma releitura para a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra)

Em 1987, Olivetto Washington criou uma das mais famosas peças publicitárias da TV brasileira, intitulada de “O primeiro sutiã a gente nunca esquece”. A peça, que entrou no livro “Os 100 Melhores Comerciais de Todos os Tempos”, da jornalista americana Bernice Kanner, foi encomendada pela Valisère, marca de lingerie francesa que enxergava nas pré-adolescentes um novo segmento de mercado.

O comercial de Olivetto exibia uma menina que, após entrar em seu quarto, depara-se com uma caixa rosa em cima da cama. O presente era um sutiã branco, seu primeiro sutiã, romantizando o contato com a vida adulta. Para quem não lembra ou quiser rever o vídeo, é possível assistir aqui neste link.

Para fazer esta versão, a produtora Madre Mia buscou alguém que realmente tivesse uma história similar. A atriz Ludmila Galvan é, de fato, uma adolescente trans que ganhou seu primeiro sutiã aos 12 anos de idade.

Para Rafael Damy, diretor de cena da Madre Mia Filmes, a campanha “O primeiro sutiã a gente nunca esquece”, de Valisére, é um comercial memorável, que vendeu um produto com uma maestria. “Nada melhor do que nos inspirarmos em um case publicitário conhecido mundialmente. Se para uma menina cis o sutiã é um rito de passagem, imagine para uma menina trans”, adiciona.