Família demonstra apoio a homem trans que pretende fazer cirurgia

No churrasco de domingo, homens da família sem camisa e de costas surpreenderam Richard Alcântara ao usarem fitas adesivas no tórax

Richard Alcântara, um jovem trans de 22 anos que mora São Caetano do Sul (SP), estava receoso em ir ao churrasco da família no último domingo com adesivo sobre os seios. “Era a primeira vez que ia ficar com a fita na frente dos meus pais e estava com muito receio de a família julgar”, disse em entrevista ao Universa.

Para sua surpresa, sua família fez o que todo mundo deveria fazer: receber ele com total apoio. Em um momento, os homens da família cobriram os mamilos com fitas adesivas para demonstrar união e empatia.

Assista:

O vídeo foi postado por sua namora, Yuri Almeida, com o seguinte depoimento:

Um ano atrás ele sofria com a fase de aceitação e temia a rejeição da família, já tentou contra a própria vida por consequência de depressão, mas o que ele não sabia é que tudo tem seu tempo, nada acontece por acaso. Pra quem acha que pra as pessoas trans falta DEUS, estão enganados, eles possuem mais Deus no coração do que muita gente, eles não exigem que as pessoas os aceite, mas exigem e merecem RESPEITO, somos o que somos de cores, religiões, opiniões e gostos diferentes, mas nem por isso somos melhores os inferiores.

Essa é uma demonstração de amor incondicional de uma família, mesmo com tanta diversidade, sempre colocou amor e união acima de tudo, onde a felicidade, onde a conquista e realização de um sonho de um integrante da família é compartilhada e vivida por todos, e é a família da qual sou grata em fazer parte ❤

O preconceito não tem espaço onde amor e respeito se fazem presente!

Em entrevista ao Extra, sua namorada disse que ele só não fez ainda por uma questão financeira, “mas está trabalhando e juntando dinheiro para isso porque é o sonho dele. Eu soube que iriam fazer a surpresa quando me pediram a fita. Sabia que seria muito emocionante já que isso é muito significativo para uma pessoa LGBT. Eu sei da luta diária dele”.