Nos Estados Unidos, essa medida reduziu o número de jovens que tentaram se matar

GAY BLOG BR by SCRUFF

casamento homooo

Antes de a Suprema Corte americana legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país inteiro (em junho de 2015), alguns estados já haviam superado essa questão. Outros, porém, recusavam-se a permitir a união. E foi observando 762 678 estudantes do Ensino Médio dessas regiões tão distintas que cientistas da Universidade Johns Hopkins chegaram a uma estimativa impressionante. De 2009 a 2015, 134 mil tentativas de suicídio por ano entre adolescentes não ocorreram por ali graças à autorização do matrimônio gay.

A adoção dessa política diminuiu em 7% a probabilidade de garotos e garotas buscarem se matar – entre homo e bissexuais, a taxa foi 14% menor. “Isso não aconteceu em estados onde a união homoafetiva era vetada”, diz Julia Raifman, epidemiologista e autora do trabalho. “A menor estigmatização e a perspectiva de um tratamento igualitário influem na mente dos jovens, ainda que eles não estejam pensando em se casar”, conclui. Que o novo presidente da maior potência mundial e cada um de nós consideremos esses números em nossas ações.

O bem-estar das minorias sexuais

A falta de apoio social à população LGBT traz repercussões perversas. Segundo Julia Raifman, a incidência mais elevada de depressão e abuso de drogas nesse grupo é uma consequência da discriminação – que não está, nem de perto, restrita aos Estados Unidos.

Via Saúde Abril

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.