O Twitter Open Brasil, grupo de funcionários que representa a comunidade LGBTQIA+ na rede social, emitiu um comunicado dizendo que vai promover uma série de iniciativas com o objetivo de inspirar, engajar e entreter os LGBTs no Twitter.

Entre elas estão sessões com vozes relevantes do universo LGBTQ+ que responderão a perguntas enviadas por pessoas que usam o Twitter, criação de listas de contas que podem ser interessantes de seguir e incentivo à publicação de sequências de Tweets sobre assuntos específicos, como a participação da comunidade na luta por justiça racial.

“Para acompanhar as novidades e o que está por vir, além de participar das conversas sobre o tema, basta buscar e utilizar a hashtag #OrgulhoSempre no Twitter.”

Segundo os dados internos do Twitter, em 2019, foram cerca de 350 milhões de tweets com temas relacionados a pauta LGBTQIA+. Destes, os assuntos mais comentados eram relacionados a desafios enfrentados pela comunidade e eventos, como discussão de novas leis, regulamentações relacionadas a essas pessoas e relatos de discriminação.

Logo em seguida vem as mensagens de auto-expressão e também apoio a outras pessoas e conversas relacionadas a eventos importantes, como as Paradas LGBTs ao redor do mundo. Além disso, o Brasil foi o segundo país que mais se engajou nas conversas em torno dessa pauta, ficando somente atrás dos EUA.

Foto: Reprodução

O mês de junho é o período em que há mais tweets relacionados à causa LGBT, sendo cerca de 12% do total de conversas em 2019. Por essa razão, a plataforma lançou a hashtag #OrgulhoSempre, que ative um emoji exclusivo e tem por objetivo estimular que essa comunidade se expresse no Twitter não apenas em junho, mas no ano inteiro.

Em diversas cidades do mundo, junho é o Mês do Orgulho LGBTQ+ em referência à Rebelião de Stonewall (Nova York, 1969), quando frequentadores do bar Stonewall Inn se posicionaram contra o preconceito e a intolerância da sociedade à época. A partir dali, movimentos e manifestações realizadas em junho tornaram-se uma oportunidade de reflexão e conscientização sobre a situação e os direitos dessa comunidade, bem como de celebração de suas conquistas. Mas no Twitter, o lugar em que as pessoas vão para acompanhar e participar de conversas em torno de temas de seu interesse, o debate e a troca sobre o que importa para essas pessoas acontecem o ano todo. “

Twitter anuncia parcerias para prevenção do suicídio #SetembroAmarelo

Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".