A Universidade Federal Fluminense, UFF, vai realizar o Webnário “Desafios da população LGBTI no Brasil contemporâneo” nas quintas-feiras de julho, às 17h. Aqueles que quiserem participar, precisam se inscrever através deste link.

GAY BLOG BR by SCRUFF

Fruto do Projeto UFF nas Ruas, sob organização de Bia Quiroga, Ana Paula Brito e Natalia Cindra, o objetivo é debater temas relevantes pra a população LGBT, incluindo: “Evasão Escolar e Inserção no Mercado de Trabalho”; “Vidas LGBTI importam”; “Corporeidade LGBTI: Uma questão de Saúde Pública”; “Movimento LGBTI e resistência ao fascismo”.

Quem assistir a pelo menos 75% das aulas do Desafios da população LGBTI no Brasil contemporâneo ganhará um certificado de 20 horas.

Reprodução

PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO INIBEM A AUTOCONFIANÇA DE PESSOAS TRANS NO MERCADO DE TRABALHO

Instituições como a Associação Nacional de Travestis e Transsexuais (Antra) e o projeto Transempregos, que conecta profissionais trans e travestis a empresas, lutam diariamente para promover esta consciência coletiva. Por exemplo, uma das ações é a promoção regular de campanhas voltadas à capacitação e à contratação de profissionais trans, como a que está rodando este ano no mês da visibilidade trans: “Empregabilidade Trans: Contrate uma pessoa trans para a sua empresa”. Este cenário vem se modificando ao longo dos últimos anos, ainda que de forma tímida.

Segundo o balanço feito pelo site Transempregos, o crescimento do número de empresas interessadas registrado na plataforma foi de quase 300% nos últimos seis anos, e uma das possíveis razões para isso é que a inclusão e a diversidade geram vantagens competitivas para as empresas.  Para Thuany Schutz, gerente de RH na empresa de tecnologia Involves, que contratou seu primeiro colaborador trans há cinco meses, a pluralidade garante enriquecimento cultural e ganho de produtividade. “A base dos nossos valores é o respeito. Tratamos todas as pessoas como únicas. Acreditamos que isso é o que deve ser feito. Além disso, a diversidade mostra que ideias plurais tornam a empresa mais produtiva e competitiva”, afirma Thuany.

A Involves conta hoje com cerca de  20% dos colaboradores declarados LGBTQI+. Lucas Vieira de Linhares, 24 anos, é um homem trans que atua como analista de Suporte na Involves. Mas até chegar nesta posição, enfrentou uma série de desafios. “Uma amiga precisou insistir muito para que eu aceitasse me aplicar à vaga na Involves. Sempre achei que eu não conseguiria um emprego como este. O preconceito marca a autoestima e, por conta disso, sempre desconfiei das minhas qualidades profissionais. Foi comum me sentir inferior às demais pessoas.”, conta Lucas.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".