Conheça duas cidades argentinas que são gay-friendly

Ainda que país inteiro seja gay-friendly, o Hurb separou duas cidades argentinas para você conhecer um pouco mais, Buenos Aires e Rosário

Por Verônica Guerra, redatora do Hurb

Cada letra do LGBTQ+ é muito importante, é preciso abraçar a causa por completo. Na semana da visibilidade bissexual, devemos entender que o B não é de biscoito ou bolacha e merece todo o amor do mundo. A luta LGBTQ+ além de ser por direitos, é para você ser quem você realmente é, sem medo e amar a pessoa que deseja.

argentinas
Tango Queer Milonga. Foto: reprodução/Hurb

Sabemos que a Argentina foi o primeiro país da América Latina a sair do armário: foi o primeiro a aprovar o casamento igualitário, aceitando todas as formas de amor, Atraindo até mesmo os brasileiros para poderem juntar os seus trapinhos perante as leis argentinas. Se você quer conhecer um pouco mais dessa cultura e ter experiências únicas em sua viagem, você precisa embarcar em uma viagem para Argentina em suas próximas férias.

Ainda que país inteiro seja gay-friendly, o Hurb separou duas cidades argentinas para você conhecer um pouco mais, Buenos Aires e Rosário. A capital e a cidade que é berço de um jogador famoso, vão te conquistar com todas as suas opções de turismo gay-friendly.

argentinas
Escada da Estacao Carlos Jauregui. Foto: Reprodução/Hurb

Buenos Aires

A capital da Argentina conquistou o título de destino gay-friendly e se orgulha disso, os primeiros passeios em Buenos Aires para o público LGBTQ+ surgiu por volta de 1980, em sua maioria eram casas noturnas. Hoje em dia, quando você faz uma viagem para Buenos Aires consegue sentir o clima da bandeira LGBTQ+ no ar e até irá encontrar na estação Carlos Jáuregui, da linha H, tem suas escadas pintadas com a cor da bandeira da causa. A estação Carlos Jáuregui é também a primeira linha de metrô que homenageou um ativista gay.

Se você visita Buenos Aires, é claro que vai querer presenciar um tanto e se quiser, pode até se arriscar nos passos da dança. Os mais famosos para o público LGBTQ+ são o Quuer Milonga e La Marshall, os quais você poderá bailar com quem quiser e com quem guia. Não existe problema de gêneros nessas milongas.

O primeiro local em Buenos Aires a erguer a bandeira LGBTQ+ com muito orgulho foi o Pride Café. É um excelente local para visitar é praticamente um point do turismo histórico da comunidade LGBTQ+, você precisa fazer uma parada no Pride Café. Outros locais que você pode incluir em sua lista a Casa Brandon e o Sitges, que possui um público entre seus 20 e trinta anos e tem shows para agitar os seus clientes.

argentinas
Uma das cidades argentinas que merece ser visitada: Rosário. Foto: divulgação/Hurb

Rosário

Não tão conhecida como Buenos Aires e Bariloche, a bela cidade de Rosário fica cerca de 4 horas da capital da Argentina e por volta de até 5 horas se optar por fazer a viagem de ônibus. A cidade é conhecida por ser o local onde nasceu nomes conhecidos como Che Guevara e Lionel Messi, mas também tem o segundo sorvete do mundo, para experimentar o primeiro, só em uma viagem para a Europa, o melhor sorvete do mundo fica na Itália. Se você partir para essa aventura, não deixe de experimentar os variados sorvetes e se tiver oportunidade, em fevereiro a cidade de Rosário faz o seu famoso festival de sorvete.

Essa bela cidade é o segundo destino da Argentina procurado por quem se interessa por destinos gay-friendly. Rosário é pioneira e um dos maiores destinos da América do Sul quando o assunto é os direitos LGBTQ+. Você irá se sentir muito bem recebido, encontrará diversos passeios para aproveitar a cidade ao máximo, como bares, karaokês, SPA saunas e até boliche para o público LGBTQ+.

E como a Argentina ergue mesmo a bandeira do movimento LGBTQ+, a faixa de pedestres da Assembleia Legislativa de Rosário é colorida. Você pode aproveitar a visita à cidade e fazer o conhecido Paseo de la Diversidad. Passeio que beira as margens do Rio Paraná e possui um monumento em formato de pirâmide com espelhos, que fica em cima da bandeira do orgulho LGBTQ+ construída com ladrilhos coloridos.

Rosário é uma inspiração para outras cidades, não só da Argentina, como do mundo inteiro. Além de diversas oportunidades de turismo, você encontra respeito e amor nessa cidade. Rosário também possui um espaço cultura, a Casa LGBTQI. Tem como não querer conhecer essa bela cidade?

Antes de visitar qualquer um dos lugares, certifique-se nos sites oficiais os horários e datas de funcionamento. Ao planejar sua viagem internacional é imprescindível que se informe antes de sair do hotel em Buenos Aires ou em Rosário, para não correr o risco de encontrar o estabelecimento fechado. Afinal, não é todo dia que você está em outra cidade, né? Não dá para perder um minuto se quer dessa viagem.

Seja qual for a letra que te representa, você pode aproveitar e conhecer outras cidades da Argentina, como Bariloche, Mendoza e Córdova possuem opções de passeios para o público LGBTQ+, são destinos gay-friendly. Na verdade, toda a Argentina vem garantindo o respeito e ampliando suas leis para proteger e garantir os direitos das minorias sexuais. Leis para adoção, casamento e até mesmo mudança de gênero já estão em vigor no país.

Conheça duas cidades argentinas que são gay-friendly
Leis argentinas foram pioneiras no casamento igualitário. Foto: divulgação/Hurb

Esqueça de qualquer diferença entre as torcidas brasileiras e argentinas com o futebol, você vai se apaixonar por esse país e suas cidades. Vale muito a pena planejar uma viagem para Argentina e conhecer um pouco mais dessas cidades pessoalmente. E uma dica muito importante para economizar ao planejar sua próxima viagem de férias é investir no Hurb Cash. Você acumula os créditos para utilizar em hotéis, pacotes e até mesmo ingressos. Planejar é a chave do sucesso para sua viagem dar certo. Partiu fazer as malas?

O Hurb valoriza o que é importante: você! ♥